Bem vindo ao site da FESERP MG

E-mail:

feserpjf@gmail.com

Visite-nos:

Rua Dona Mariana Evangelista 37/102, Poço Rico, JF/MG CEP: 36010-430

Filiados

Carmo do Rio Claro


05/07/2013

Encontro de “velhos” companheiros

(Carmo do Rio Claro-MG) – Na tarde desta sexta-feira (5 de julho), o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, voltou a Carmo do Rio Claro, no Sudoeste do Estado, para dizer a Selma Oliveira que a filiação do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da cidade é muito importante para a entidade. “Temos um princípio básico que é ter ao nosso lado as pessoas éticas, trabalhadoras, de luta e com a visão de como o movimento sindical deve se comportar. Esse é o perfil da Selma”, disse. A sindicalista citada, atual diretora de Comunicação e Assuntos Culturais, informou que a maior dificuldade encontrada no dia a dia é o total desrespeito da Prefeitura em relação aos questionamentos do SindisCarmo. “Não há transparência e eles simplesmente não respondem”, resumiu.

Sobre o convite feito por Cosme Nogueira, Selma Oliveira afirmou que vai convocar a diretoria para tomar a decisão. “Eu conheço o trabalho do Cosme há muito tempo, respeito seu passado e seu presente”, disse. Ela também elogiou a iminente chegada à região de um dos carros adquiridos pela FESERP-MG, pois, na visão dela, isso vai facilitar bastante o trabalho de mobilização.

O assessor jurídico da FESERP-MG Eldbrendo Monteiro também estava presente na reunião.

04/04/2014

Apoio em São Sebastião do Paraíso

(São Sebastião do Paraíso – MG) – A presidente do Sindicato dos Empregados da Prefeitura Municipal de Monte Belo e diretora regional da FESERP-MG Vanusa Cristina Cardoso, o integrante do Conselho Fiscal da FESERP-MG Almir de Brito Correa (de Nova Resende) e a diretora do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro e diretora de Mobilidade Urbana da FESERP-MG Maria Selma da Silva Oliveira estiveram presentes na Assembleia Extraordinária realizada em São Sebastião do Paraíso, no último dia 25, com o objetivo de dar apoio aos servidores da cidade e a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de São Sebastião do Paraíso (SEMPRE/SSPARAÌSO) Rejane Tenório.

24/06/2015

Sindicato de Carmo do Rio Claro prepara um grande presente para os servidores

(Carmo do Rio Claro – MG) – A direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro vai entregar para os funcionários públicos da cidade um grande presente: a ampliação e reforma geral da sede da entidade. “O objetivo é proporcionar mais conforto para a categoria”, diz a diretora de Comunicação e Assuntos Culturais Maria Selma da Silva Oliveira. A inauguração está prevista para o dia 12 de Julho e faz parte das comemorações dos 25 anos de fundação do Sindicato, completados em junho. “A reforma e a ampliação da sede vai possibilitar também um futuro atendimento médico, pois foi construída uma sala para esta finalidade. Essa ideia, no entanto, será ainda discutida, pois depende de estudos e deliberações”, esclarece a sindicalista.

Além da sede, o Sindicato continua na luta por melhores condições de trabalho e pela atualização do Plano de Cargos e Salários.

Na tarde desta quarta-feira, o presidente da FESERP-MG Cosme Nogueira visitou o Sindicato de Carmo do Rio Claro, acompanhado dos presidentes dos sindicatos de Varginha, Airton Ribeiro, e Guaxupé, Ana Cláudia Gurgel Fernandes, e do diretor da FESERP-MG Almir Brito Correia.

Na foto, da esquerda para a direita: Cosme Nogueira, Selma Oliveira, Airton Ribeiro e Ana Claudia Fernandes

12/07/2015

Nova diretoria toma posse no Sindicato de Carmo do Rio Claro

(Carmo do Rio Claro – MG) – A nova diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro tomou posse na tarde neste domingo (12 de Julho), para o quinquênio 2015/2020. O grupo diretor, encabeçado pelo presidente José Vicente da Silva, foi eleito no pleito de 28 de Maio. A cerimônia de posse foi realizada na sede do sindicato e bastante prestigiada pelos servidores. O presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, fez questão de marcar presença, garantiu todo o apoio da Federação para a diretoria eleita e frisou a importância da união de todos durante a importante caminhada que começa. Em seu discurso, José Vicente da Silva enfatizou a prioridade de uma luta pela valorização dos servidores, além de anunciar uma grande campanha de filiação para ampliar o número de associados ao Sindicato. A festa da posse contou ainda com as presenças do vice- prefeito de Carmo do Rio Claro, Tião Mara, do presidente da Câmara de Vereadores Juliano “Pão de Queijo”, do presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação da cidade de Sertãozinho (SP), Antônio Victor, da presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Monte Belo, Vanusa Cardoso. e do diretor da FESERP-MG Almir de Brito Correia.

3/07/2015

Novo presidente do Sindicato de Carmo do Rio Claro prega união e esforço conjunto

(Carmo do Rio Claro – MG) – O novo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro, José Vicente da Silva – eleito em 28 de maio e empossado ontem (domingo, 12 de julho) – quer “união e esforço conjunto” para vencer as dificuldades do dia a dia e para incrementar a luta em prol do funcionalismo municipal. “Só assim conseguiremos as tão merecidas melhorias”, decretou. O sindicalista planeja, em curto prazo, uma grande campanha de filiação, por entender que “Sindicato forte é aquele com representados fortes”. Paralelamente, está em seus planos aumentar o número de convênios com estabelecimentos comerciais do município, principalmente farmácias. “Isso sem esquecer nunca que o servidor, via Sindicato, tem que obter as respostas que precisa e ter as melhores condições de trabalho possíveis”, completou o novo presidente.

Na posse, José Vicente da Silva esteve com o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira – que fez questão de prestigiar a cerimônia. Na oportunidade, o presidente do Sindicato disse que espera contar muito com a Federação da qual é filiada. No que será correspondido. “Carmo do Rio Claro sempre foi muito importante para nós e terá o nosso apoio incondicional”, garantiu Cosme Nogueira.

26/10/2015

Sindicato de Carmo do Rio Claro entra na Justiça contra atraso de salários

(Carmo do Rio Claro – MG) – O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro (SINDISCARMO) entrou com um Mandato de Segurança contra o município, tendo em vista que a Prefeitura vem deliberadamente atrasando de maneira injustificada o pagamento dos salários do funcionalismo. Na ação pede-se o bloqueio das verbas do Fundo de Participação do Município, do FUNDEB, e do FUS, repassados mensalmente ao município, obrigando a administração municipal a efetuar o pagamento dos salários atrasados de todos os servidores públicos municipais em dia. “Essa situação não pode perdurar. É desumana para os que estão sofrendo grandes atrasos em seus vencimentos e acima de tudo ilegal, pois fere normas jurídicas preceituadas na lei e na própria Constituição Federal”, diz o presidente do SINDISCARMO, José Vicente da Silva (foto). “Cabe a Gestora municipal, na condição de administradora, gerir bem os recursos públicos e pagar em dia os servidores. É o mínimo que se espera de uma administração pública. O Sindicato está atento e não medirá esforços, seja verbalmente, via judicial  ou outras formas legais para fazer valer os direitos dos servidores”, completou.

11/12/2015

Contra atraso de salários, servidores de Carmo do Rio Claro vão à greve a partir de segunda-feira

(Carmo do Rio Claro – MG) – Os servidores de Carmo do Rio Claro decidiram, em Assembleia realizada no último dia 8, pela realização de uma greve, a partir das 8h desta segunda-feira (14 de dezembro). O motivo principal é o atraso de salários. Só ontem (quinta-feira, 10 de dezembro) foram pagos os vencimentos de outubro e não há previsões para que os trabalhadores recebam novembro, dezembro e décimo-terceiro salário. Em comunicado à população, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro (SINDISCARMO) José Vicente da Silva (foto) deixou claro que a entidade representativa do funcionalismo estava, e está, aberta ao diálogo com a administração municipal mas que não há outra alternativa diante da “frustrada negociação envolvendo o atraso do pagamento e outros pontos da pauta reivindicatória”.

15/12/2015

Servidores de Carmo do Rio Claro iniciam paralisação em protesto contra atraso dos salários

(Carmo do Rio Claro – MG) – Os servidores de Carmo do Rio Claro não aceitaram a proposta da administração municipal e decidiram, em Assembleia realizada ontem (segunda-feira, 14 de dezembro) na Câmara Municipal, paralisar as atividades em protesto contra o atraso nos salários. Os vencimentos de outubro só foram pagos no último dia 11. Ontem, em uma rodada de negociações entre o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro (SINDISCARMO) e a prefeitura, o Poder Executivo propôs a quitação dos salários de novembro na próxima sexta-feira (18 de dezembro) e uma reunião, no dia 23, para tratar do décimo-terceiro salário. A categoria não aceitou. “Foi uma decisão soberana da Assembleia. Queremos nossos salários atrasados já. O movimento está forte e os trabalhadores só voltam ao trabalho quando o pagamento for depositado”, explicou o presidente do SINDISCARMO, José Vicente da Silva (foto)

18/01/2016

Servidores de Carmo do Rio Claro decidem por greve a partir de quinta-feira

(Carmo do Rio Claro – MG) – Em Assembleia realizada na última sexta-feira (15 de janeiro), os servidores de Carmo do Rio Claro decidiram decretar estado de greve, a partir das 10h da próxima quinta-feira (21 de janeiro) e por tempo indeterminado. O motivo da paralisação é a frustrada negociação com a administração municipal sobre o pagamento do mês (em atraso), a garantia de salários até o quinto dia útil para todas as categorias e o aumento real dos vencimentos, 10% (além, portanto, do INPC), entre outras pautas de reivindicações. “Há um prazo para que a administração municipal evite a greve. Basta que reinicie as negociações e, mais importante, atenda às justas reivindicações dos funcionários”, afirmou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro (SINDISCARMO), José Vicente da Silva (foto).

20/01/2016

Assembleia em Carmo do Rio Claro reafirma decisão da greve a partir desta quinta-feira

(Carmo do Rio Claro – MG) – Uma Assembleia realizada na noite desta quarta-feira (20 de janeiro), na sede do Sindicato e com a presença da FESERP-MG, confirmou o início da greve dos servidores públicos municipais em Carmo do Rio Claro, a partir de amanhã (quinta-feira, 21 de janeiro). De acordo com os participantes da reunião, em consonância com o Sindicato, não há mais o que fazer a não ser partir para a paralisação. “Desde que a greve foi marcada, na assembleia da última sexta-feira (15 de janeiro), a administração municipal não se moveu, não procurou o diálogo e principalmente não pagou os salários de dezembro”, resumiu o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro (SINDISCARMO), José Vicente da Silva. “É uma situação inadmissível. Os trabalhadores são pai e mãe de família que dão o seu suor pelo bem da cidade e não recebem salários em dia. A FESERP-MG estará ao lado dos funcionários nessa luta contra uma administração que não consegue honrar os compromissos mais básicos”, disse o presidente da Federação, Cosme Nogueira..

A Assembleia serviu ainda para definir os primeiros passos do movimento: trabalho de conscientização dos demais companheiros a partir das primeiras horas da manhã (6h45, na porta do Almoxarifado) e manifestação, às 10h30, na porta da Prefeitura. E foi escolhida uma Comissão de Greve, que ficará responsável por, entre outras coisas, analisar o dia a dia do movimento. A direção do Sindicato lembra ainda que, além do pagamento do salário em atraso, outras pautas estão na Ordem do Dia, como a garantia de salários até o quinto dia útil para todas as categorias e o aumento real dos vencimentos, 10%, além, portanto, do INPC.

21/01/2016

Servidores de Carmo do Rio Claro fazem manifestação em frente à prefeitura no primeiro dia de greve

 

(Carmo do Rio Claro – MG) – Os servidores públicos municipais de Carmo do Rio Claro fizeram, na manhã desta quinta-feira (21 de janeiro), primeiro dia de greve, uma manifestação na porta da Prefeitura. Os trabalhadores reivindicam um direito básico: os salários de dezembro, e “ensaiam” uma reivindicação salarial que represente um ganho real de 10%. O movimento contou com a presença da FESERP-MG (presidente Cosme Nogueira e o conselheiro fiscal Almir Brito Correa – ambos na cidade desde a tarde de ontem/quarta-feira, 20 de janeiro) e de representantes dos sindicatos de servidores públicos de Arceburgo (presidente Renato Ferreira Pinto) e São Sebastião do Paraíso (presidente Rejane Tenório e diretores Rildo Domingos, Romilda Hilário Santos Gonçalves e Dalvo Fátima de Oliveira – que trouxeram a Carmo do Rio Claro o veículo equipado com som, disponibilizado pela FESERP-MG para os sindicatos filiados do Sudoeste de Minas, para, justamente, apoio a essas situações).

A manifestação, na verdade, começou bem antes do ato em frente à Prefeitura. Nas primeiras horas da manhã, os servidores se posicionaram na porta do Almoxarifado da Administração Municipal para convocar os colegas e pedir apoio da população para o movimento de greve. Nos panfletos distribuídos, a síntese da indignação dos trabalhadores: “Não recebemos nosso salário/  É direito básico: quem trabalha tem que receber/ Não somos culpados pela “CRISE” / Quando o trabalhador não recebe, toda a cidade sofre as consequências/ O descaso com o servidor público é uma vergonha/ A paralisação é direito garantido em Lei/  Só teremos respeito se nos unirmos/”.

Depois, os servidores seguiram em passeata pelas ruas da cidade, em direção ao Paço Municipal. “Muitos prefeitos em Minas estão com falta de vergonha na cara. Quem descontar no funcionalismo a má gestão de recursos e culpam a chamada ‘crise’ – é o caso de Carmo Rio Claro. Só que do lado de cada há trabalhadores decentes, que não fogem à luta e vão em busca de seus direitos – é o caso de Carmo do Rio Claro”, disse o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira.

Amanhã (sexta-feira, 22 de janeiro) os servidores voltam a se reunir, em frente ao Almoxarifado da Prefeitura, a partir das 7h30.
VEJA EM BREVE NO SITE DA FEDERAÇÃO A GALERIA DE FOTOS DA GREVE DE CARMO DO RIO CLARO

21/01/2016

Comissão de Greve traça próximos passos do movimento em Carmo do Rio Claro

(Carmo do Rio Claro – MG) – Os servidores que compõem a Comissão de Greve em Carmo do Rio Claro se reuniram na tarde desta quinta-feira (21 de janeiro) para traçar os próximos passos do movimento, iniciado pela manhã. Os trabalhadores estão com as atividades paralisadas em protesto contra o atraso do pagamento nos salários de dezembro.
Nesta sexta-feira (22 de janeiro), a primeira atividade será a partir das 6h45, na porta do Almoxarifado da Prefeitura.

 

22/01/2016

No segundo dia de greve, servidores de Carmo do Rio Claro conseguem primeira vitória

(Carmo do Rio Claro – MG) – No segundo dia de greve em Carmo do Rio Claro, os servidores municipais conseguiram sua primeira vitória: uma reunião entre o Comando de Greve (e mais a presidência e a assessoria jurídica do Sindicato) e a prefeita municipal Cida Vilela, possivelmente na próxima segunda-feira (25 de janeiro). Segundo informações oficiais do Executivo o encontro só não ocorreu nesta sexta-feira (22 de janeiro) porque a prefeita não estava na cidade.  “Houve um avanço, pois nessa reunião o Comando de Greve e a diretoria do SINDISCARMO terão oportunidade de fazer as reivindicações diretamente a prefeita. E tenho certeza que os nossos representantes serão firmes”, avaliou o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira. Os servidores de Carmo do Rio Claro reivindicam principalmente o pagamento dos salários de dezembro.

A manifestação desta sexta-feira começou na porta do Almoxarifado da Administração Municipal e depois seguiu em direção à Prefeitura. Em relação à quinta-feira (21 de janeiro), três novidades: a distribuição de uma carta à população, de outra endereçada aos servidores públicos (veja os dois textos abaixo) e a presença de um possante carro de som (“estilo trio elétrico”), contratado pela FESERP-MG em São Sebastião do Paraíso.

Além de Cosme Nogueira, a FESERP-MG foi representada pelo conselheiro fiscal Almir Brito Correa. O presidente do sindicato de servidores públicos de Arceburgo, Renato Ferreira Pinto, também marcou presença. O presidente da Câmara Municipal, vereador Wilber Moura, participou do movimento e contribuiu para o agendamento da reunião com a prefeita.

Imediatamente após a manifestação, o Comando de Greve voltou a se reunir, na sede do Sindicato.

A íntegra das cartas distribuídas durante a manifestação:

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO

A direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro (SINDISCARMO) e o Comando de Greve vem a público esclarecer a toda a população o que realmente está acontecendo com a nossa cidade.

Porque estamos em greve?

São vários motivos: atraso do pagamento dos salários, falta de condições dignas de trabalho, assédio moral e a falta de compromisso da atual administração com o servidor público e com a população.

Em face dessa situação crítica, os servidores públicos estão na rua manifestando de forma pacífica e ordeira pelo seu direito.

Pedimos o apoio do povo carmelitano por entender que quem paga os impostos merece ter uma cidade digna. Imagine você, cidadã ou cidadão, trabalhar durante 30 dias e não receber o seu salário? Como honrar os compromissos?

Esclarecemos que a greve é o ultimo recurso, que os servidores foram obrigados a tomar essa atitude diante da truculência e do descaso da atual administração. Tudo isso é fruto de uma má gestão.

Afirmamos que todas as medidas foram tomadas para garantir a legalidade da greve, inclusive garantindo o atendimento em setores essenciais, e que temos apoio de várias entidades ligadas aos servidores públicos como a FESERP-MG (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Minas Gerais), a CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil) e a CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros).

Povo carmelitano, apoie o nosso movimento. Vocês não merecem uma cidade administrada dessa maneira.

Nós merecemos respeito!

ATENÇÃO, SERVIDORES MUNICIPAIS

A direção do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro (SINDISCARMO) e o Comando de Greve comunicam a todos que estamos cumprindo a decisão da Assembleia Geral realizada no dia 15 de janeiro, quando foi aprovada a greve geral para todos os servidores municipais, a partir desta quinta-feira, 21 de janeiro.

O motivo principal: atraso no pagamento dos salários da nossa categoria.

Sem receber salários não temos dignidade.

De barriga vazia ninguém trabalha.

Todas as medidas legais para garantir a legalidade da greve foram tomadas, inclusive garantindo o atendimento em setores essenciais.

Não se deixe intimidar por ameaças, pois a maior agressão cometida é o atraso do seu salário.

Precisamos de apoio geral da categoria para conseguir alcançar os nossos objetivos.

Nosso movimento está crescendo e conta com o apoio fundamental da população e de várias entidades ligadas aos servidores públicos como a FESERP-MG (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Minas Gerais), a CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil) e a CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros).

Só falta você!

Venha para a rua. Junte-se a nós. Nosso movimento é legítimo, ordeiro e pacífico. Não somos “vagabundos” e sim trabalhadores e exigimos respeito.

Servidor público, chegou a hora de mostrar a nossa força.

Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.

Verás que o filho teu não foge à luta!

Comando de Greve

CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros)

CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil)

FESERP-MG (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Minas Gerais)

SINDISCARMO (Sindicato dos Servidores Públicos de Carmo do Rio Claro)

24/01/2016

Presidente da FESERP-MG participa de programa de rádio em Carmo do Rio Claro

(Carmo do Rio Claro – MG) – O presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, presente em Carmo do Rio Claro para dar apoio à greve dos servidores municipais locais, participou, na tarde desta sexta-feira (22 de janeiro), do Programa “Nova Onda Notícias”, da Rádio Nova Onda FM, apresentando por Jonatham Teixeira. Ele estava acompanhado por membros do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro (SINDISCARMO) e do Comando de Greve e explicou aos ouvintes as razões e a necessidade do movimento. “São 600 famílias em dificuldade com o não recebimento dos salários. Isso sem contar o comércio e os prestadores de serviço do município que se veem atingidos indiretamente”, resumiu Cosme Nogueira.

01/02/2016

Galeria de Fotos – Greve em Carmo do Rio Claro

Veja aqui no site da Federação (no canto inferior direito) a Galeria de Fotos da greve dos servidores públicos municipais de Carmo do Rio Claro, nos dias 21 e 22 de janeiro de 2016, coordenados pelo Sindicato (SINDISCARMO), com apoio da FESERP-MG e dos sindicatos vizinhos de Arceburgo e São Sebastião do Paraíso.

17/02/2016

Deu na Mídia – Prefeita de Carmo do Rio Claro é cassada

(Fonte: G1 – Sul de Minas)

A prefeita de Carmo do Rio Claro (MG), Maria Aparecida Vilela (PR), teve o mandato cassado por seis votos a três na noite desta terça-feira (16 de fevereiro) durante sessão da Câmara Municipal de Vereadores. Segundo denúncia acatada pelo Legislativo, Cida Vilela, como é conhecida na cidade, é acusada de autorizar gastos em 2015 sem que houvesse saldo no orçamento do município.

O relatório apresentado pela Comissão Processante para pedir a cassação de Cida Vilela se baseia no projeto de lei 077/15 enviado à Casa pelo Executivo em que se pede a abertura de crédito para pagamento de despesas já realizadas pelo município. O projeto citava, inclusive, a emissão de notas fiscais para a quitação dos débitos.

De acordo com presidente da Câmara, Wilber Pitol Moura (PPS), Cida Vilela ainda pode recorrer da decisão na Justiça, mas a Câmara dará posse ao vice-prefeito Sebastião César Lemos (PT do B) em cerimônia prevista para esta quarta-feira (17 de fevereiro).

“Havia quatro denúncias contra ela, mas apenas uma foi acatada por dois terços do legislativo”, explica o presidente. “Essa denúncia mostra, por meio de notas fiscais, que ela gastou R$ 188.166,88 sem autorização da Câmara e sem que houvesse dotação orçamentária”, diz.

Recursos não autorizados – Conforme Moura, o dinheiro seria usado para manter o pronto-atendimento municipal, que foi tirado do hospital da cidade sem que a Câmara aprovasse uma verba específica para esse serviço.

“Como não havia dotação orçamentária, ela (Cida Vilela) embutiu o pronto-atendimento no contrato com o Cismip, que é o consórcio intermunicipal de saúde que já oferecia consultas eletivas. Mas averba do Cismip não era suficiente para cobrir os gastos com o pronto-atendimento, então eles emitiram algumas notas fiscais e ela teve que pedir abertura de crédito para a Câmara”, relata o vereador.

A reportagem do G1 tentou contato com a prefeita de Carmo do Rio Claro, mas, até esta publicação, não obteve retorno. Ela também não compareceu à sessão de julgamento do processo de cassação. Esse é o segundo processo de cassação enfrentado por Cida Vilela em três anos.

Em 2013, ela recebeu condenação da Justiça Eleitoral por supostas irregularidades no uso de cerca de R$ 6 milhões de saldo do Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor Público Municipal (FAPEM) para pagamento de férias-prêmio. Uma liminar judicial permitiu que ela fosse mantida no cargo.

 

07/11/2018

Servidores de Carmo do Rio Claro reivindicam horas extras e retroativos do adicional de insalubridade

(Carmo do Rio Claro – MG) – O presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, visitou, na manhã desta quarta-feira (7 de novembro), o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Carmo do Rio Claro (SINDISCARMO). Ouviu do presidente, José Vicente da Silva, e da secretária-geral da entidade, Graziela Ribeiro da Silva, as demandas atuais do funcionalismo da cidade: pagamento das horas extras, tanto do exercício atual quanto as acumuladas de um período de quatro anos, e o pagamento retroativo do adicional de insalubridade de uma parcela da categoria. Neste caso, o Departamento Jurídico do Sindicato conseguiu na Justiça estabelecer o pagamento de 40% aos servidores que fazem jus ao recebimento, garis e varredores, mas ficaram pendentes os atrasados.

Outro ponto abordado por José Vicente da Silva foi a política de auto- sustentabilidade financeira que a direção do sindicato vem adotando, desde a não obrigatoriedade da contribuição sindical. “Nossa primeira providência foi alugar uma parte do imóvel da sede administrativa para uma clínica médica, aumentando a receita da entidade”, contou o presidente do SINDISCARMO. “É uma postura correta, e buscar alternativas para manter de pé os sindicatos tem que ser o dever de todas as lideranças do movimento sindical, pois a luta não pode parar”, avaliou Cosme Nogueira.

Carmo do Rio Claro nov.18 2 Carmo do Rio Claro nov.18 1

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.