Bem vindo ao site da FESERP MG

E-mail:

feserpjf@gmail.com

Visite-nos:

Rua Dona Mariana Evangelista 37/102, Poço Rico, JF/MG CEP: 36010-430

Filiados

Lavras


SINDICATO DOS SERVIDORES PUBLICOS MUNICIPAIS DE LAVRAS – SISPMUL

Rua Misseno de Pádua, 289, Centro

CEP: 37.200-000 – Lavras/MG

E-Mail: sdpublico.lvs@bol.com.br

35  3821-1713

————————————————————————————-

No dia 10 de julho, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Lavras Edimar “Baiano” de Souza participou, como convidado especial, da “Reunião de Campo Belo”, que definiu pela filiação em bloco à FESERP-MG e à CSB dos sindicatos de Aguanil, Campo Belo, Candeias, Cristais e Santana do Jacaré.

10/07/2013

Combativos companheiros do Sul de Minas

(Campo Belo – MG) – Dirigentes dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de seis cidades do Sul de Minas (Aguanil, Campo Belo, Cristais, Lavras, Santana do Jacaré e Varginha) se reuniram na tarde desta quarta-feira (10 de julho), em Campo Belo, com o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, e o assessor jurídico da entidade, Eldbrendo Monteiro. Na pauta as discussões sobre o bem-estar do funcionalismo e em comum, entre eles, o sistemático combate às práticas antisindicais por parte das prefeituras. “Em cidades menores temos muitas dificuldades e elas crescem à medida que há pressões para que os servidores não participem ativamente do Sindicato”, atestou Marisa Aparecida de Oliveira (secretária-geral do Sindicato dos Servidores de Cristais). que, no entanto, busca sempre novas estratégias para manter o Sindicato perto do funcionalismo. “Vivemos aqui em Campo Belo uma ‘gestão do medo’ na Prefeitura, mas isso não vai nos impedir de levar adiante a nossa luta”, resumiu Laércio Cristino Martins (presidente do Sindicato de Campo Belo). “Nossa intenção primordial é valorizar o servidor – e para isso vale qualquer ação”, ressalta Elismarcis Ribeiro Campos (presidente do Sindicato de Aguanil).

Mais experientes e já filiados à FESERP-MG os representantes de Varginha, Airton Ribeiro, e Lavras. Edimar “Baiano” de Souza – presidentes dos respectivos sindicatos – se solidarizaram com os colegas e elogiaram a postura combativa deles.

Campo-Belo-019

——————————————————————————————————————————-

Em 26 de julho, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Lavras Edimar “Baiano” de Souza apoiou o colega de Aguanil, participando da reunião do presidente do Sindicato daquela cidade com o prefeito municipal (Veja matéria completa no arquivo de notícias do site, e também no Facebook, da FESERP-MG)

——————————–

Varginha 038

18/09/2013

Sindicato de Lavras tem novo presidente

(Lavras – MG) – Em virtude dos problemas de saúde enfrentados por Edimar “Baiano” de Souza, quem está respondendo pela presidência do Sindicato dos Servidores Municipais de Lavras (SISPMUL) – filiado à FESERP-MG – é Sebastião Marques da Silva, conhecido como “Seu Neguinho”. A reunião da diretoria que definiu, de forma unânime, pela medida administrativa foi realizada no último dia 6. Edimar “Baiano” de Souza teve um acidente vascular cerebral (AVC) no dia primeiro e segue em processo de recuperação.

22/07/2015

Sindicato de Lavras reage contra proposta da Prefeitura: 0,01% de reajuste para os servidores

A Prefeitura de Lavras (MG) enviou à Câmara de Vereadores um projeto para reajustar o salário dos servidores em 0,01%. O reajuste pedido pelo sindicato era de 8%, mas a administração alega falta de verba para aumentar os salários. A correção anual do salário é direito de todo trabalhador, garantido pela Constituição Federal, mas o mínimo proposto, pouco acima de zero, causou polêmica e foi rejeitado pelos vereadores.

O projeto de lei foi entregue à Câmara Municipal no dia 1º de junho, mas foi rejeitado por unanimidade pelos 17 vereadores. “A gente já viu que não era possível concordar com isso, porque realmente o funcionário tem uma expectativa de que ele vá ter uma reposição salarial, dentro da inflação do período”, explica o vereador José Henrique Rodrigues.

A negociação do reajuste salarial sempre foi feita em janeiro, mas esse ano, o assunto só foi discutido em maio. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, o pedido era de um aumento de 8%, e por isso, ele ficou indignado ao receber a proposta da prefeitura de apenas 0,01%.

“É uma afronta contra o servidor. Pra nós que somos do sindicato, nós achamos que não significa nada. É muito pouco, porque nós temos dois anos que não temos reajuste salarial”, conta Sebastião Marques (foto) .

Esta não foi a primeira vez que a Prefeitura de Lavras ofereceu um aumento mínimo aos funcionários públicos. Em 2013, a proposta de reajuste foi com este mesmo percentual, que também foi rejeitada pelos vereadores.

Falta de verba –A prefeitura diz que o motivo para o reajuste mínimo é a falta de dinheiro. Segundo o secretário de Planejamento e Finanças, Lavras tem arrecadado cerca de R$ 6 milhões a menos que no ano passado. “Se nós tivermos aí uma inflação de 12 meses de 8%, o repasse foi então, em termos reais, aproximadamente de 14% a menos que a gente tinha no ano passado”, calcula Sérgio Castelo.

Para o vereador Rodrigues, a prefeitura pode oferecer um reajuste maior se cortar gastos. “Dentro das despesas do município que eu vejo, seria em grande parte quem sabe o salário de vereadores, talvez reduzir um pouco no salário dos secretários, que são mais altos, e evitar contratações políticas.

Castelo diz que 90 funcionários com cargos comissionados já foram demitidos e a previsão é de mandar embora mais 120 pessoas, mas a medida não está sendo tomada para melhorar a proposta de aumento de salários. “Adequar e melhorar a eficiência dos gastos da prefeitura, o que temos feito por determinação do prefeito”, diz.

O secretário insiste ainda que o reajuste não é possível, mesmo que os funcionários públicos mereçam. “Não é questão de merecer. Nós entendemos que o funcionário público merece muito mais do que o pleiteado, mas é o que efetivamente, dentro da lei de responsabilidade fiscal, nós podemos atender”, completa Castelo.

Sindicato vai recorrer – O presidente do sindicato afirma que vai procurar a Justiça caso o impasse não seja resolvido. “Se a assembleia decidir que nós entraremos na Justiça, normalmente vamos entrar”, afirma Marques.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, como a Câmara não aprovou o reajuste, os servidores ficarão sem aumento este ano, e a Prefeitura irá trabalhar para propor um novo reajuste no próximo exercício (2016), em bases mais vantajosas.

Veja a matéria:

http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2015/07/apos-cortes-prefeitura-de-lavras-pede-reajuste-de-001-para-servidores.html

04/11/2015

Deu na Mídia – Em Lavras, servidores fazem manifestação por causa de pagamentos atrasados

Fonte: Jornal de Lavras – edição de 04 de novembro

(veja também a matéria veiculada no Jornal EPTV, aliada da Rede Globo de Televisão:http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/jornal-da-eptv-2edicao/videos/t/edicoes/v/servidores-fazem-manifestacao-por-causa-de-pagamentos-atrasados-em-lavras-mg/4583833/

A terça-feira, primeiro dia útil do mês de novembro, foi tensa na Prefeitura de Lavras. Pela manhã, por volta de 6h30, alguns servidores se reuniram na porta da prefeitura para se manifestar contra o atraso de salários, um carro de som comandava o movimento. A chuva e o horário atrapalharam os servidores e poucos se prontificaram a comparecer para a manifestação.

À tarde, às 13h e sem chuva, um grupo maior de servidores foi para a porta do prédio, desta vez a manifestação foi ruidosa, com apitos, cornetas, carro de som e muitos gritos de “onde está o meu salário”. Um carro de som comandava a manifestação do lado de fora e, do lado de dentro, cerca 30% dos servidores concursados e mais os comissionados trabalhavam.

Além dos servidores estavam presentes na manifestação os vereadores João Paulo Felizardo e Alisson Mattioli, além da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, que têm a frente o sindicalista Sebastião Marques da Silva, o “Neguinho”, como é conhecido, e o advogado do Sindicato e assessor jurídico da FESERP-MG (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos Municipais de Minas Gerais) Edbrendo Pereira Monteiro. Estes foram até ao gabinete do prefeito Silas Costa Pereira para solicitar dele uma atenção com os servidores, eles foram informados que o Chefe do Executivo teria saído para almoçar, mas que por volta de 14h conversaria com os servidores.

Em dado momento, o prefeito Silas, depois do retorno do almoço, compareceu na entrada da Prefeitura para falar com os servidores. Foi um momento tenso, Silas chegou algumas vezes a se exaltar, bem como os servidores. Silas disse que se os servidores quiserem entrar em greve que poderiam, mas que ele não tem dinheiro para poder saldar a folha, e mais uma vez atribuiu a culpa da falta de recursos à administração passada, que, segundo ele, impactou a folha com o plano de cargos e salários dos servidores elaborado.

Falou também que ao contrário do que disse o vereador Leandro Moretti, teve sim uma queda acentuada da arrecadação, disse também que, na segunda-feira, dia 16, o secretário Sérgio Luiz Aguiar Castelo, vai a Câmara provar, com documentos, que Moretti faltou com a verdade.

Silas gesticulava e falava alto, uma demonstração clara de que estava visivelmente irritado com as interrupções dos servidores e com a falta de paciência deles. Em dado momento o advogado do Sindicato sugeriu a ele que recebesse em seu gabinete uma comissão de servidores, além dos dois vereadores e do presidente do Sindicato, o que foi acatado.

Já no gabinete, o clima foi mais tranquilo, Silas já não estava mais irritado. Ele explicou que não tem recursos mesmo e que a perspectiva de organizar o caixa da prefeitura seria para março, até lá, os servidores teriam que entender a situação. No gabinete o Prefeito voltou a atribuir a crise à política nacional, ao ex-prefeito Marcos Cherem e a queda de arrecadação.

Os servidores cobraram dele o pagamento dos tickets alimentação e ele sugeriu que os vereadores Alisson e João Paulo, com o apoio dos servidores, pedissem que o presidente da Câmara, vereador Cleber Pevidor, faça a devolução de R$ 450 mil, para garantir o pagamento dos tickets atrasados na próxima semana.

Questionado sobre a razão de não enxugar a folha, Silas disse que tomaria uma providência esta semana, disse que pediu aos secretários de cada secretaria que indicassem quem eles cortariam da folha de pagamento. Silas falou que os cortes, que vão começar a partir da semana que vem, representariam 15% da folha de pagamento.

Os servidores disseram que, quando realizavam sua manifestação na porta da Prefeitura, um funcionário da Secretaria de Imprensa fotografou todos, eles disseram que as fotos não foram da manifestação, mas com a clara intenção de intimidar os servidores. O vereador João Paulo Felizardo disse que levaria esta denúncia ao Chefe do Executivo e pediria a ele providências.

Levantamento – O Jornal de Lavras fez um levantamento e descobriu que na região, as sete cidades do entorno de Lavras: Ribeirão Vermelho, Ijaci, Perdões, Nepomuceno, Itumirim, Ingaí e Carmo da Cachoeira, nenhuma prefeitura está com salários atrasados. Das cinco maiores cidades do Sul de Minas: Poços de Caldas, Pouso Alegre, Varginha, Passos e Lavras, apenas a Prefeitura de Lavras não está em dia com seus servidores.

Outras cidades da região, como Campo Belo, Oliveira, Três Pontas, Alfenas e São Lourenço, estão conseguindo manter em dia suas folhas. Todas as prefeituras falam em queda de receita e em dificuldades, mas priorizam a folha de pagamento.

A cidade de Guapé, no Sul de Minas, que tem uma população estimada em 14 mil habitantes, está na mesma situação de Lavras, naquela cidade, os servidores municipais fizeram uma greve em setembro. Além de Guapé, as prefeituras de Aguanil, São Sebastião do Paraíso, Itabira e Caratinga, estão na mesma situação.

Algumas das prefeituras consultadas tomaram medidas para diminuir custos básicos da administração, desde economia com água, combustíveis, luz, telefone e até redução de expediente e salários para poder garantir caixa para o 13º salário.

11/11/2015

Deu na Mídia – Servidores de Lavras entram em greve por conta do atraso nos salários

Veja a reportagem sobre a greve em Lavras, veiculada no Jornal da EPTV, afiliada da Rede Globo de Televisão

http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2015/11/com-salarios-e-beneficios-atrasados-servidores-fazem-greve-em-lavras.html

13/11/2015

FESERP-MG junto com servidores de Lavras, no quarto dia de greve

(Lavras – MG) – Uma manifestação bastante ruidosa marcou, na tarde desta sexta-feira (13 de novembro), o quarto dia da greve dos servidores públicos municipais de Lavras. Os trabalhadores reivindicam “simplesmente” o pagamento dos salários e dos tickets-alimentação, que estão atrasados, e se reuniram na Praça Dr. Augusto Silva (centro de Lavras) e seguiram até a Praça do Trabalhador, com apitos, cartazes, faixas e gritos de ordem, alguns dando a exata noção da situação dramática que vivem, como, por exemplo, “A Fome não espera, cadê o meu salário”, e de protestos específicos contra o prefeito Silas Costa Pereira: “Prefeito, se é crise ou não; trabalhou, dinheiro na mão!”. O protesto foi organizado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), e teve o apoio da FESER-MG, da CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil) e CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros). “Queremos a regularização já dos pagamentos dos salários e dos benefícios e o servidor está na rua também em busca de respeito”, sintetizou o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, que anunciou um “rodízio” de apoio ao sindicato e aos servidores de Lavras pelos sindicatos filiados vizinhos: a partir de segunda-feira, lideranças de Varginha, Itajubá e São Sebastião do Paraíso, entre outros, virão a Lavras para engrossar o movimento.

Os diretores do SISPMUL ressaltaram, durante a manifestação, o apoio recebido, da FESERP-MG, da CSPB, e da CSB e prometeram continuar na luta, até que os direitos básicos dos trabalhadores sejam obedecidos. Um novo ato foi marcado para segunda-feira (16 de novembro), às 14h, na porta da Prefeitura. Antes, ainda nesta sexta-feira, um encontro estava agendado com o prefeito Silas Pereira, às 16h30.

Veja em breve, no site da FESERP-MG uma Galeria de Fotos do ato desta sexta-feira.

13/11/2015

Sindicato e FESERP-MG buscam diálogo em Lavras

(Lavras – MG) – Após a manifestação do início/meio da tarde, quarto dia de greve dos servidores, o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), Sebastião Marques “Seu Neguinho” da Silva, e a FESERP-MG, com o presidente Cosme Nogueira e o assessor jurídico Eldbrendo Monteiro participam, no final da tarde desta sexta-feira (13 de novembro) de uma reunião com o prefeito Silas Costa Pereira e parte de sua equipe. Na pauta, uma busca de soluções para a situação dos servidores da cidade que vem enfrentando atrasos nos pagamentos de salários e de tickets-alimentação

Ao final, já no início da noite, a administração municipal prometeu apresentar, na segunda-feira (16 de novembro), um calendário de pagamentos dos salários, inclusive o décimo-terceiro salário, e dos tickets, além de abonar a falta dos grevistas. O presidente do SISPMUL levará a proposta à uma Assembleia da categoria, também na segunda-feira

25/11/2015

Deu na Mídia – Servidores protestam contra medidas anti-crise da Prefeitura de Lavras

Fonte: G1 Sul de Minas (veja também, no link abaixo a reportagem veiculada no EPTV – Afiliada da Rede Globo de Televisão)

http://g1.globo.com/…/servidores-protestam-contra-medidas-a…

Funcionários demitidos e servidores da Prefeitura de Lavras (MG) fizeram um protesto na noite de segunda-feira (23 de novembro) contra as medidas anti-crise tomadas pela atual administração municipal. Além de demitir 250 funcionários, os salários estão atrasados desde setembro.O protesto aconteceu durante uma sessão da Câmara de Vereadores.
Os manifestantes pediram apoio dos vereadores para pressionar a prefeitura a cessar os cortes no orçamento. A crise na cidade já dura pelo menos seis meses. Além das demissões e do atraso de pagamentos, o expediente do funcionalismo público foi reduzido para meio período e o 13º salário será depositado apenas em 2016.
“O que a gente quer é pelo menos a definição de uma data certa pra gente receber, porque está difícil”, disse a auxiliar de serviços gerais Maria Lúcia Gabriel.
Durante a sessão, o diretor do Sindicato dos Servidores Públicos, Wilhiam Rodrigues, usou a tribuna da Casa. “Muitos servidores estarem presentes aqui já é para ver qual a resposta dos vereadores. Enviamos o ofício solicitando que a nossa presença, que estaríamos aqui, pedindo pra eles essa ajuda, esse apoio aos servidores”, explicou.
A presidência da câmara se comprometeu a enviar um documento para a prefeitura em apoio aos manifestantes.
Situação crítica
A folha de pagamento da prefeitura é composta por 3 mil servidores e apenas 25% deles receberam o salário em dia neste mês de novembro. O prefeito de Lavras, Silas Costa Pereira (PMDB), alega que a arrecadação municipal e os repasses do Governo Federal caíram quase R$ 50 milhões nos cofres do município e que não há condições de pagar todos os funcionários em dia. Por isso, ele decidiu fazer uma escala de pagamento.
Por causa da situação, cerca de 500 funcionários estão em greve desde o início de novembro, justamente em razão do atraso dos salários.

26/11/2015

Décimo-sexto dia de greve dos servidores de Lavras

SAMSUNG CAMERA PICTURESSAMSUNG CAMERA PICTURES

(Lavras – MG) – Os servidores municipais de Lavras, em greve há 16 dias, voltaram às ruas na tarde desta quinta-feira (26 de novembro), para mais uma manifestação contra a situação que vivem: salários atrasados. Durante cerca de três horas, os trabalhadores se concentraram em torno da Praça Dr. Augusto Silva (centro da cidade), para exigir, segundo as palavras de ordem, “respeito, dignidade” e, pelo menos, um cronograma de pagamentos dos vencimentos. E, como bem definiu membros da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), o básico, já que o que se pede é “tão somente” a garantia de um direito básico e elementar. “Isso é uma vergonha, uma humilhação para todos nós”, definiu o servidor/motorista Edson “Alemão” Thomazini. O ato – com trio elétrico, apitos, bandeiras, faixas e cartazes – teve o apoio da FESERP-MG, da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil) e do Sindicato dos Servidores de Varginha – através do presidente Airton Ribeiro (que também é diretor financeiro da FESERP-MG, e está na cidade desde ontem, quarta-feira, 25 de novembro).

Presente ao ato, o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, afirmou categoricamente que o problema em Lavras é “má gestão”, ressaltando a inadmissibilidade da situação. ”Temos que tornar público que há pais e mães de família sem salários e passando dificuldades para pagar as contas”, disse. “Se a desculpa da Prefeitura é a crise nacional que afeta os municípios que se estabeleçam prioridades. Pague primeiro os servidores e depois os fornecedores”, completou.

Nesta sexta-feira (27 de novembro), décimo-sétimo dia da greve, os servidores vão se concentrar, a partir das 8h, em frente ao Condomínio Aldeia dos Sagres, onde mora o prefeito Silas Pereira (PMDB).

Veja em breve no site da Federação (www.feserpmg.com.br) a Galeria de Fotos do ato desta quinta-feira

27/11/2015

Nova rodada de negociações em Lavras

(Lavras – MG) – Na manhã desta sexta-feira (27 de novembro), A FESERP-MG, através do presidente Cosme Nogueira e do diretor financeiro Airton Ribeiro, acompanhou diretores do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) – presidente Sebastião Marques “Seu Neguinho” da Silva à frente – em uma nova rodada de negociações com o prefeito Silas Costa Pereira e equipe, acerca da greve dos servidores, entrando em seu décimo-sétimo dia. Durante cerca de duas horas , os participantes da reunião discutiram um cronograma para o pagamento dos salários dos servidores, sistematicamente atrasados.

Na oportunidade, a Administração Municipal fez uma proposta, de acordo com a faixa salarial: pagar os salários de outubro (ainda não receberam, de acordo com a Prefeitura, quem ganha acima de R$ 2 mil) nos dias 3 e 11 de dezembro; os de novembro, em oito datas (7, 17, 23, 24 e 30 de dezembro e 8, 14 e 22 de janeiro), e os salários de dezembro em quatro datas de janeiro (dias 8,22, 27 e 29) – sempre levando em conta a faixa salarial do servidor. Além disso, o SISPMUL conseguiu, com o apoio da FESERP-MG, o abono dos dias parados.

Os sindicalistas levarão a nova proposta à categoria em Assembleia, ainda nesta manhã.

27/11/2015

Greve acaba em Lavras, com vitória dos servidores

(Lavras – MG) – Depois de 17 dias, a greve dos servidores de Lavras acabou na manhã desta sexta-feira (27 de novembro), com a vitória do funcionalismo. Bem cedo, em uma reunião com o prefeito e sua equipe, a FESERP-MG e o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) arrancaram da administração municipal uma proposta bem mais consistente, com cronograma do pagamento dos salários em atraso e, importante, o abono dos dias parados. ”Foi uma boa luta e o sindicato e os servidores estão de parabéns. Provaram que tem coragem e garra e conquistaram algo que vai além do que foi assinado pelo prefeito Silas Costa Pereira: o resgate do respeito e da dignidade do trabalhador”, elogiou o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, na cid

ade desde ontem (quinta-feira, 26 de novembro) – assim como o outro representante da Federação: o diretor financeiro Airton Ribeiro. De acordo com o diretor do SISPMUL, Cleiton Freitas, um fato inédito no município, pois “nunca houve um movimento dessa natureza, com essa força, na História de Lavras”. Já o presidente do SISPMUL, Sebastião Marques “Seu Neguinho” da Silva agradeceu o apoio recebido da FESERP-MG, da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) e da CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil).

A proposta da Administração Municipal, aprovada em Assembleia na porta da Prefeitura define a escala de pagamentos, de acordo com a faixa salarial: salários de outubro (ainda não receberam quem ganha acima de R$ 2 mil) nos dias 3 e 11 de dezembro; os de novembro, em oito datas (7, 17, 23, 24 e 30 de dezembro e 8, 14 e 22 de janeiro), e os salários de dezembro em quatro datas de janeiro (dias 8,22, 27 e 29) – sempre levando em conta a faixa salarial do servidor.

19/01/2016

Eleições no Sindicato de Lavras serão na segunda-feira

(Lavras – MG) – Duas chapas disputam, na próxima segunda-feira (25 de janeiro), as eleições no Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL). Os servidores poderão votar, das 8h às 17h, em cinco locais: na sede do Sindicato, na Prefeitura, na Secretaria de Educação, na UPA e na Casa da Cultura. “Estamos trabalhando para que tudo ocorra de forma tranquila e transparente. Os diretores atuais resolveram sair em chapas separadas, devido aos projetos diferentes que cada um logrou apresentar, mas acredito ser isso muito bom para os servidores, que poderão escolher livremente o melhor para representa-los”, disse o atual presidente do SISPMUL, Sebastião “Seu Neguinho” Marques da Silva.

Conheça os componentes das duas chapas concorrentes:

Chapa Um

Presidente: Euisles Rodrigues da Silva

Vice-presidente: Carlos do Carmo

Secretário-geral: Valeria Aparecida Martins

Secretário Adjunto: Eric Reis Azevedo

Diretora Financeira: Keila Cristina dos Santos

Diretor Financeiro Adjunto: Vicente Valle

Diretor de Assuntos do Legislativo, Inativos e do Jurídico: Antônio Marcos Moreira da Silva

Diretor de Assuntos Comunitários: Kelly Cristiana Abreu dos Santos Silva

Diretor de Assuntos da Educação: Juliano da Silva Heitor

Diretor de Assuntos da Saúde: Adriana Mendes de Almeida

Conselho Fiscal: Andreia de Souza Gouvêa Silva, José Eduardo Medina Rezende, Maria de Fatima Carvalho, Vonei da Silva Nascimento, Allysson Bisso Alonso e Cipriano dos Reis Nascimento.

Chapa Dois

Presidente: José Rodrigues de Oliveira Filho

Vice-presidente: Dulce Helena de Andrade Salustiano

Secretária-geral: Rosimeire Aparecida Silva

Secretária-adjunta: Sônia Aparecida de Carvalho Oliveira

Diretora Financeira: Cleusa Lourdes de Oliveira

Diretor-adjunto Financeiro: Emanuel Oliveira do Nascimento

Diretor de Assuntos do Legislativo, Inativos e do Jurídico: Edmilson Francisco

Diretor de Assuntos Comunitários: Egídio Ezequiel

Diretor de Assuntos da Educação: Vanderley Eustáquio Fernandes

Diretora de Assuntos da Saúde: Maria Madalena de Oliveira

Conselho Fiscal: Artur Vale Guimaraes, Jacqueline Fatima Burgarelli Flor, Delson Vicente de Assis, Rosimeire Nicolino, Wayne Aparecida da Cunha Mângia e Vera Lucia da Silva Martins.

18/05/2016

Chapa 1, apoiada pela FESERP-MG, vence as eleições no Sindicato de Lavras

(Lavras – MG) – A Chapa 1, encabeçada por Euisles “William” Rodrigues e apoiada pela FESERP-MG, venceu as eleições no Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), realizadas nesta quarta-feira (18 de maio). O grupo vencedor obteve 136 votos, contra 126 dados a Chapa 2, sua principal concorrente – as chapas 3 e 4 receberam, respectivamente, 67 e 47 votos. “O pensamento fundamental agora e cimentar uma grande base para erguer o nosso sindicato”, disse, logo após o resultado, Willian Rodrigues, que destacou ainda a campanha feita com “transparência e com propostas reais e participativas” e garantiu que seu mandato será marcado por uma nova era. “O servidor de Lavras merece muito isso e o SISPMUL será tudo que o trabalhador espera de uma entidade representativa: um sindicato democrático e de luta”.

O eleito, que toma posse no dia 4 de julho, fez questão de agradecer o apoio da FESERP-MG, da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) e da CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil) e dos sindicatos vizinhos a Lavras. “Estavam todos aqui comigo, nesta quarta-feira, e não tenho mesmo palavras para agradecê-los”, disse Willian Rodrigues, visivelmente emocionado e se referindo aos representantes dos sindicatos dos servidores públicos de Ijaci (presidente Adrienne Alvarenga e diretora Mirene Lopes Morais), Itajubá (presidente Adilson José Soares e diretor José Ailton Ventura da Silva), Nepomuceno (presidente Eliezer José Costa), Nova Serrana (presidente Sônia Maria de Jesus e diretoras Gelcira Cordeiro Vieira e Jessica Teodoro Antônio), Oliveira (presidente Weder da Consolação Aparecido Soares), São Sebastião do Paraíso (presidente Rejane Tenório e diretores Rildo Domingos e Romilda Hilário) e Varginha (presidente Airton Ribeiro) – além dos advogados da FESERP-MG, Eldbrendo Monteiro e Carlos Eduardo Gonçalves e do pessoal de suporte da CSB.

“Nós é que agradecemos”, devolveu o presidente da FESERP-MG, “o novo presidente, quando diretor do Sindicato, nunca negou apoio aos companheiros. Esteve em momentos grevistas ou manifestações em Ijaci, Santana do Jacaré, São Sebastião do Paraíso… e onde precisasse, e já participou de vários cursos de formação sindical promovidos pela Federação. Ele está bastante preparado para estar à frente do SISPMUL”, garantiu Cosme Nogueira.

A nova diretoria do Sindicato de Lavras: Euisles “William” Rodrigues da Silva (presidente), Elenice Machado (vice-presidente), Keila Cristina dos Santos, Valéria Aparecida Martins, Andrea de Fátima Ribeiro, José Eduardo Medina, Antônio Marcos Moreira, Kelly Cristiana Abreu, Guaraciaba Aparecida, Adriana Mendes de Almeida, Allysson Bisso Alonso, Francisco Jacinto, Maria de Fátima Carvalho, Vonei da Silva,  Eric Reis Azevedo e Andreia Souza Gouvea.

05/07/2016

Nova diretoria toma posse em Lavras

Lavras 5.7 045

(Lavras – MG) – A nova diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) tomou posse na tarde desta terça-feira (5 de julho), para um mandato até 2024. A FESERP-MG, principal apoiadora da chapa no processo eleitoral de 18 de maio, marcou presença na cerimônia, ocorrida nas dependências do SEST/SENAT, no Centro Empresarial de Lavras. “Acreditamos que uma nova era começa no Sindicato, mas é preciso que os sindicalistas agora responsáveis pela entidade se dirijam ao servidor, vá até os locais de trabalho, façam uma gestão voltada para o trabalhador. E nessa tarefa podem contar sempre conosco”, afirmou o presidente da Federação, Cosme Nogueira O prefeito municipal Silas Costa, secretários municipais, vários vereadores e representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Nepomuceno (o presidente Eliezer José Costa, o diretor financeiro Luís Carlos Pedrosa e o membro do Conselho Fiscal Vitor César Leandro) também prestigiaram a posse de Euisles “Willian” Rodrigues.

Em seu discurso de posse, Euisles prestou uma homenagem ao seu “mentor”, aquele “que o levou para o movimento” sindical e “lhe estendeu as mãos nos momentos mais difíceis”: Edmar Pereira, o Baiano, ex-presidente do SISPMUL que, por problemas de saúde, não terminou seu mandado. Em seguida, ele prometeu transparência na execução das propostas que o levaram à vitória no pleito de maio, garantindo um sindicato mais próximo do filiado. .

A diretoria do Sindicato de Lavras, mandato 2016-2024: Euisles “William” Rodrigues da Silva (presidente), Elenice Machado (vice-presidente), Keila Cristina dos Santos, Valéria Aparecida Martins, Andrea de Fátima Ribeiro, José Eduardo Medina, Antônio Marcos Moreira, Kelly Cristiana Abreu, Guaraciaba Aparecida, Adriana Mendes de Almeida, Allysson Bisso Alonso, Francisco Jacinto, Maria de Fátima Carvalho, Vonei da Silva e Andreia Souza Gouvea.

13/09/2016

Servidores de Lavras protestam contra adiamento no pagamento dos salários

Lavras 13.09 1(Lavras – MG) – O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) organizou, na tarde desta terça-feira (13 de setembro), uma manifestação dos trabalhadores na porta da prefeitura. Com um “apitaço” e faixas, eles protestaram contra o Decreto do prefeito que adia o pagamento de 10% dos salários dos servidores, descumprindo assim o Plano de Cargos e Salários – Alegando dificuldades financeiras a Administração Municipal (gestão Silas Costa Pereira) promoveu o escalonamento no pagamento para todos aqueles que recebem mais de R$ 1,120,00. “Essas alegações da Prefeitura não são reais e os servidores não vão pagar pela suposta crise”, rebateu o presidente do SISPMUL, Euisles “Willians” Rodrigues. O Departamento Jurídico do Sindicato já entrou na Justiça com um mandato de segurança, a fim de reverter a medida e o passo seguinte é buscar ajuda na Câmara de Vereadores. “Antes de cortar salário, a Administração devia cortar na própria carne, nos seus gastos”, frisou o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, que está em Lavras, apoiando a manifestação dos servidores.

16/09/2016

Sindicato de Lavras já funciona em novo endereço

Lavras sede nova 3(Lavras – MG) – Cumprindo promessa de campanha, a nova diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) já transferiu a sede da entidade para um novo endereço: Avenida Juscelino Kubitscheck, 678, centro da cidade – um amplo espaço para atender aos servidores. No local, assessoria Jurídica, a central dos convênios com a rede do comércio local e um ambulatório médico, com atendimento em várias especialidades. “Estamos felizes por ter cumprido um compromisso assumido em campanha, e vamos fazer muito mais em breve”, garantiu o presidente do SISPMUL, Euisles “William” Rodrigues. O presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, visitou o novo espaço, na última terça-feira (13 de setembro) e parabenizou a direção do Sindicato “pela postura de se aproximar ainda mais da categoria e a consolidação do fortalecimento da entidade”.

20/09/2016

Sindicato de Lavras sabatina candidatos a prefeito nesta quarta-feira

(Lavras – MG) – A exemplo do que vem acontecendo em várias cidades, com sindicatos ligados à FESERP-MG, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) também promove, nesta quarta-feira (21 de setembro), uma sabatina com os candidatos a prefeito do município. O evento, convocado como Assembleia Geral Extraordinária, começa às 17h30, no Aymoré Volley Ball Clube (Rua Otacílio Negrão de Lima, 222) e contará com a presença dos quatro postulantes à Prefeitura: Adjamar Verissimo (PT), Leandro Moretti (PRB), Thales Marden (PEN) e José Cherem (PSD). Após a sabatina, os candidatos devem assinar com o Sindicato uma espécie de “termo de compromisso”, onde cada um se comprometerá a aplicar 25 cláusulas, 18 econômicas e sete sociais, que beneficiem os servidores ao longo do futuro mandato, que começa em primeiro de janeiro de 2017.

21/09/2016

Candidatos a prefeito de Lavras firmam compromisso com servidores

Lavras 118

(Lavras – MG) – O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) promoveu, na noite desta quarta-feira (21 de setembro), uma sabatina com os candidatos a prefeito do município. E o ponto alto do evento, no Clube Aymoré,  foi o comprometimento dos políticos com um Termo de Compromisso com os servidores para os próximos quatro anos. O documento, elaborado pelo SISPMUL depois de ouvir a categoria, contém 26 itens, 19 econômicos e sete sociais (veja abaixo, na íntegra, as cláusulas).

Compareceram ao evento e se comprometeram com o Termo os candidatos Adjamar Verissimo (PT),Leandro Moretti (PRB) e Thales Marden (PEN) – José Cherem (PSD) não compareceu. Além de referendar o documento, os postulantes à Prefeitura avaliaram item por item do texto, explicando a viabilidade ou as dificuldades que imaginam encontrar na aplicação das cláusulas – sendo ouvidos com bastante atenção pelos servidores que se acomodaram nas arquibancadas do Ginásio do Aymoré. E agora eles terão três dias para devolver ao Sindicato o documento assinado. .

Para o presidente do SISPMUL, Euisles “William” Rodrigues, um momento importante para a nova diretoria, o sindicato e a categoria. “Todo o processo foi elaborado com o apoio e a participação de todos. E em breve teremos um documento que nos guiará em nossas reivindicações”, disse.

O Termo do Compromisso, apresentado pelo SISPMUL aos candidatos

A) Cláusulas econômicas

1. Revisão dos vencimentos pelo INPC reajustado em janeiro de cada ano.

2. Reajuste de 25 %, a título de ganho real, de modo a recuperar parte das perdas salariais históricas da categoria.

3. Reajuste do Vale alimentação dos servidores ativo e aposentados, pelo menos com o índice da inflação.

4.  Descongelar o Plano de Cargos e Salários e Vencimentos e  pagamento do atrasado.

5. Plano de saúde para os  servidores.

6.  Regulamentar o Pagamento das Horas Extras, excedente de alguns setores.

7. Regulamentar o pagamento de abono aos servidores que trabalham nos recessos e pontos facultativos.

8. Garantia do pagamento da insalubridade, periculosidade as categorias.

9. Criar uma  lei estabelecendo pagamento salarial em dia e multa caso o município não cumpra.

10. Percentual de reajuste aplicado ao piso do magistério extensivo a toda a carreira.

11 – Para o pagamento do piso do magistério na forma do item 1, incorporar ou extinguir gratificações ou adicionais existentes.

12 – Estabelecer pagamento de jettons ( GRATIFICAÇÃO ) para os conselheiros municipais.

13- Implantar um novo Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos do Magistério.

14 – Implantar o vale transporte extensivo a todos os servidores, uma vez que hoje atende somente a uma minoria.

15- Compromete a pagar para o Sindicato o imposto Sindical e pagamento mensal até o dia 15 de cada mês

16- Compromete manter 30% da folha do servidor para desconto exclusivo do Sindicato

17 – Manter as  6 horas trabalhadas por alguns servidores

18 – Comprometer com aplicação integral da Lei 11.738/08, que trata do Piso do Magistério e das horas-atividade.

19 – Manter o ensino fundamental II na Rede Municipal de Ensino

B) Cláusulas sociais

1. Regulamentação da jornada de 30 horas semanais, sem redução de salário para área da saúde, educação e administrativo.

2. Regulamentação da lotação e transferência dos servidores. ( Cargo, função e salário).

3. Eleição direta para diretores de unidades escolares.

4. Garantia do fornecimento de EPIs e uniformes em todos os setores.

5. Devolução dos descontos ocorridos por participação em movimentos reivindicatórios.

6. Licença paternidade de 20 dias.

7. Fim das terceirizações. Concurso para todas as áreas.

16/03/2017

Lavras contra a Reforma da Previdência

Lavras 15.3.17.jpeg 3  Registros da manifestação dos servidores de Lavras contra a PEC 287, na quarta-feira (15 de março) – ato organizado pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), que é presidido por Euisles “Willian” Rodrigues .

06/06/2017

Deu na Mídia – Sindicato dos Servidores de Lavras aumenta convênios para beneficiar associados

(Fonte: site Lavras 24 Horas)

(Lavras – MG) – O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), por meio dos esforços de seu presidente, Euisles Rodrigues da Silva (foto), e sua equipe, acordou uma série de novos convênios com empresas de renome na cidade. A iniciativa visa garantir maior comodidade, segurança e conforto para seus associados. Nas últimas semanas, o SISPMUL firmou convênios com o Laboratório Santa Cecília, Clínica Odontológica Belo Dente, Cardio Lavras, Academia Vida Ativa e Associação de Amparo Materno-Infantil Rosa Haddad (AMIRH) e propiciou também atendimento ambulatorial na sede do sindicato. A lista completa dos parceiros você confere abaixo.
Todos os convênios firmados pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras são apenas para sindicalizados pelo cartão VALECON OU GUIAS LIBERADAS PELO SINDICATO. Os filiados que não tem o cartão é só ligar 3821-2190 ou ir até a sede e solicitar. Estes descontos são feito em folha de pagamento. Além dos titulares seus dependentes também podem usufruir dos seguintes convênios.
– ACADEMIA VIDA ATIVA;
– MISTURA FEMININA;
– DECOLAGEM;
– FORMATO R;
– CASA MIMARHEN;
– DIMAC;
– MATTOS CALÇADOS;
– CASA DE CARNES;
– CASA DE CARNE NOVILHO DE OURO;
– EMPÓRIO DAS TINTAS;
– DENTISTAS: SORAYA V. IUNES E EQUIPE E ROGÉRIO SALGADO;
– ORGANIZAÇÃO MAURINHO;
– DROGARIA MEDICAR LOJA II;
– DROGARIA TEIXEIRA;
– DROGARIA DA FAMÍLIA;
– PHARMACIA MANIP. MELISSA;
– DTHOMAZ FOTOGRAFIAS;
– BIG MÓVEIS;
– JP MÓVEIS;
– MILTON MÓVEIS;
– 3 M MATERIAL DE CONSTRUÇÃO;
– MIRASUL;
– PREMOLAVRAS;
– IOLLI;
– ÓTICA SANTA LUZIA;
– PAPELARIA TRADIÇÃO;
– MINEIRA MUSICAL;
– POSTO VITÓRIA;
– GF SUPERMERCADOS;
– MERCEARIA DO TADEU;
– MERCEARIA ALGO MAIS;
– SUPERM REX;
– SUPER. SÃO MIGUEL;
– PAPELARIA TRADIÇÃO;
– PRINTER HOME;
– SKCELL;
– AMIRH/ Associação de Amparo Materno-Infantil Rosa Haddad;
– CLUBE SEST SENAT;
– LABORATÓRIO SANTA CECÍLIA;
– PLANO ODONTOLÓGICO BELO DENTE;
– CARDIOLAVRAS;
– CLÍNICA BEM ESTAR;

– FISIOCENTER

09/06/2017

Deu na Mídia – Servidores de Lavras fazem ato de protesto

 Lavras 7.6.17 1(Fontes: site Lavras 24 Horas e Lavras.TV)
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) realizou um ato de protesto para divulgar suas reivindicações no centro de Lavras, na tarde/noite de quarta-feira (7 de junho). .
Na pauta, a categoria reivindicava o reajuste salarial que não acontece há cinco anos, aumento do ticket alimentação, descongelamento das progressões e promoções, aposentadoria com todos os direitos e reposição do salário cortado na paralisação do último dia 28.
O ato foi coordenado pelo presidente do SISPMUL, Euisles Rodrigues da Silva (William), que alertava a população para a total falta de diálogo entre o Executivo e a categoria. Os manifestantes usaram faixas, cartazes, bandeiras e apitos durante o ato. Houve distribuição de panfletos (veja o teor do documento abaixo).
“Pedimos desculpas a população que segue cansada para sua casa após um dia de trabalho, mas queremos mostrar a situação de um governo que tem retirado nossos direitos. Estamos aqui hoje com a cara e a coragem para defender nossa categoria desses abusos cometidos contra nós”, disse William.
Os servidores foram representados por setores da educação, serviços gerais, vigilância patrimonial e obras. Muitos motoristas que passavam pelo local se solidarizaram com o ato de protesto. A categoria deverá se reunir em uma nova assembleia para decidir se fará ou não um dia de paralisação em sinal de protesto contra a atual situação.
15/07/2017

Nota de pesar e luto

(Lavras – MG) – Com tristeza e pesar a FESERP-MG comunica o falecimento de Antônio Marcos “Toninho” Moreira, diretor do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras, ocorrido no início da tarde deste sábado (15 de julho). “Ele foi um grande companheiro de luta e primava pela dedicação”, resumiu o presidente do Sindicato, Euisles “Willian” Rodrigues. “Estou consternado. Na quinta-feira (13) perdemos um companheiro em Leopoldina (o presidente Rosalvo) e agora o nosso querido Toninho, um grande lutador e militante. Sempre quando nós estávamos juntos, seja em viagens ou outras atividades ligadas ao nosso movimento, ele estava sempre sorridente e solícito em atender e ajudar a todos”, completou o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira.
Toninho sofreu um ataque cardíaco e o enterro está previsto para o final da manhã deste domingo (16 de julho)
01/10/2017

Servidores de Lavras fazem, nesta segunda-feira, protestos contra pioras no Plano de Cargos e Salários

(Lavras – MG) – Os servidores públicos municipais de Lavras, convocados pelo sindicato da categoria, o SISPMUL, farão, nesta segunda-feira (2 de outubro), atos de protestos contra as sensíveis pioras no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) do funcionalismo, previstas em Projeto de Lei enviado à Câmara pelo prefeito José Cherem (PSD). A programação prevê uma passeata no centro da cidade, a partir das 14h30, e um ato em frente à Câmara, a partir das 18h30. “Queremos informar à população e sensibilizar os vereadores sobre o absurdo dessas medidas propostas pela Administração Municipal, tirando direitos e piorando a vida dos trabalhadores”, afirmou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), Euisles “Willian” Rodrigues Silva. Pelo texto, eles perdem, por exemplos, os benefícios vintenários e trintenários e as férias-prêmio passam a acontecer uma vez por ano e não será convertida em pecúnia após a pessoa se aposentar. Outros itens que não agradam dizem respeito à equidade de cargos e função mediante graduação na área e as mudanças com relação as promoções verticais e funcionais das carreiras, entre outras alterações.
Na última segunda-feira (25 de setembro) a matéria deveria ser votada, mas foi adiada para este dia 2, após pedido de vistas da vereadora Nastenka “Naná” Georgina Ferreira (PSC) – na ocasião o Sindicato promoveu uma vigília na Câmara (foto). O SISPMUL quer a realização de uma Audiência Pública para discutir as reformas propostas pelo Projeto de Lei do Executivo, já que em nenhum momento a categoria foi ouvida pela Administração Municipal do prefeito José Cherem – que, a propósito, ficou nacionalmente conhecido por propor aos servidores um ridículo “reajuste” de 0,01%.
03/10/2017

Servidores de Lavras fazem manifestação e Câmara adia Projeto que piora Plano de Cargos e Salários

Lavras 02.10.17 5 (Lavras – MG) – Convocados pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), o funcionalismo da cidade fez, nesta segunda-feira (2 de outubro), atos de protestos contra as sensíveis pioras no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), previstas em Projeto de Lei enviado à Câmara pelo prefeito José Cherem (PSD) – e os atos deram resultado, já que a matéria que seria votada naquele dia foi adiada para a próxima segunda-feira (9 de outubro). Agora, o Sindicato pressiona para que haja uma Audiência Pública sobre o tema.
No dia de ontem (segunda-feira), os servidores fizeram uma passeata no centro da cidade, um ato em frente à Câmara e, posteriormente, acompanharam a sessão do Legislativo. Convidados pelo presidente do SISPMUL, Euisles “Willian” Rodrigues Silva, companheiros da região – como os presidentes dos sindicatos dos servidores públicos municipais de Varginha, Airton Ribeiro, e São Sebastião do Paraíso, Rejane Tenório (com o diretor Rildo Domingues) – estiveram presentes e prestigiaram a manifestação. Ao final, os sindicalistas emitiram uma carta de repúdio às ações da Administração Municipal.
Pelo Projeto, os servidores perdem, por exemplos, os benefícios vintenários e trintenários e as férias-prêmio passam a acontecer uma vez por ano e não será convertida em pecúnia após a pessoa se aposentar. Outros itens que não agradam dizem respeito à equidade de cargos e função mediante graduação na área e as mudanças com relação as promoções verticais e funcionais das carreiras, entre outras alterações.
“Vamos continuar a luta. A população precisa saber e os vereadores não podem votar tamanho absurdo. Nenhum direito a menos”, disse Willian Rodrigues.
04/10/2017

Sindicato de Lavras denuncia práticas antissindicais da Administração Municipal

Lavras 4.10.17(Lavras – MG) – O presidente, Euisles “Willian” Rodrigues, e dois diretores do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) sofreram, na manhã desta quarta-feira (4 de outubro), práticas antissindicais por parte da Administração Municipal, prefeito José Cherem (PSD). Eles foram impedidos de entrar no pátio da Prefeitura, onde conversariam com os servidores. “Simplesmente fomos barrados. Atravessei o nosso veículo na entrada, para demostrar nossa indignação e chamamos a Polícia Militar para registrar um Boletim de Ocorrência”, contou Willian Rodrigues, para quem a atitude do Poder Executivo é uma “retaliação” contra o movimento promovido pelo SISPMUL na segunda-feira (2 de outubro). Na ocasião, os servidores protestaram contra o Projeto de Lei enviado pelo prefeito à Câmara que prejudica os trabalhadores ao retirar vários direitos previstos no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS).

11/10/2017

Em Assembleia, servidores de Lavras decidem por greve a partir de segunda-feira

(Lavras – MG) – Reunidos em assembleia, no último dia 6, os servidores públicos municipais de Lavras decidiram por greve por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira (16 de outubro). Os trabalhadores vão protestar contra as medidas da administração municipal, prefeito José Cherem (PSD), que prejudicam enormemente o funcionalismo. A principal dessas medidas é o Projeto de Lei enviado à Câmara que piora o Plano de Cargos, Carreiras e Salários, ao retirar, por exemplos, benefícios como os vintenários e os trintenários, além de dificultar a concessão das férias-prêmio.
O Projeto de Lei deveria ser votado na última segunda-feira (9 de outubro), mas recebeu novo pedido de vistas, dessa vez do vereador Elias “Lila” Freire Filho. Após a decisão em Plenário, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), presidido por Euisles “Willian” Rodrigues, promoveu uma manifestação (foto) em frente à Câmara.
16/10/2017

Greve dos servidores em Lavras

Lavras 16.10.17 1(Lavras – MG) – Começou, nas primeiras horas desta segunda-feira (16 de outubro) a greve dos servidores públicos municipais de Lavras, decidida em Assembleia no último dia 6. A primeira atividade do dia foi uma conversa do presidente do Sindicato (SISPMUL), Euisles “Willian” Rodrigues, com os trabalhadores, na porta da prefeitura (foto), sobre a importância da paralisação. À tarde, a partir das 13h30, acontece uma manifestação geral, também em frente à sede do Executivo. E às 18h30 os servidores concentram forças na Câmara Municipal, para tentar impedir a votação do Projeto de Lei que piora o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), ao, por exemplos, retirar benefícios como os vintenários e os trintenários, além de dificultar a concessão das férias-prêmio.
Já estão em Lavras, para dar apoio aos companheiros locais, o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, o vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juiz de Fora (SINSERPU-JF) Ivan Expedito Catarina, as diretoras do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Nova Serrana (SISNOVA), Gelcira Cordeiro Vieira e Jéssica Teodoro, e o funcionário da FESERP-MG em Juiz de Fora Peterson Gonçalves Ferreira.

16/10/2017

Servidores de Lavras param e prefeito retira Projeto que piora o Plano de Cargos e Salários

Lavras 005   Lavras 076(Lavras – MG) – Um resultado imediato e extremamente satisfatório. Menos de 8 horas após o início da greve dos servidores de Lavras, o prefeito da cidade, José Cherem (PSD), em inédita reunião aberta e pública com os grevistas retirou o Projeto de Lei enviado pelo Executivo à Câmara cujo teor prejudica os trabalhadores, ao piorar sensivelmente o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores. “Uma vitória extraordinária do funcionalismo, que, coordenados pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), havia iniciado uma paralisação no início da manhã. Foi uma demonstração de força e do quanto a união e a luta podem fazer diferença”, contou o presidente da FESERP-MG e da seccional Minas Gerais da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), Cosme Nogueira, presente na cidade. “Suspendemos a greve até a noite, quando a matéria seria apreciada pelos vereadores e agora será retirada pelo Executivo. A vitória é de todos”, exultou o presidente do SISPMUL, Euisles “Willian” Rodrigues.

A parte da manhã desta segunda-feira (16 de outubro) foi consumida com mobilizações e reuniões entre a diretoria do SISPMUL e os servidores. No início da tarde, com carro de som, os grevistas faziam uma manifestação na porta da prefeitura, quando, pelo microfone, o prefeito municipal foi convidado a sair do seu gabinete e vir à rua conversar com os servidores em greve. E ele veio, acompanhado da secretária municipal de Administração e Recursos Humanos, Cristiane Vitorino. Durante cerca de uma hora aconteceu um inédito debate. Democraticamente, os dois lados puderam expor seus pontos de vista, mediados pela FESERP-MG (através do presidente Cosme Nogueira e o diretor financeiro Airton Ribeiro, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Varginha). O prefeito José Cherem argumentou que o Projeto de Lei em questão não é prejudicial aos trabalhadores, mas a sua tese não foi aceita pelos servidores, que pediram então que a matéria fosse retirada da Câmara. O prefeito cedeu e ele mesmo sugeriu a realização de uma Audiência Pública sobre o tema – uma das reivindicações do Sindicato – já marcada para o dia 25. Antes disso (outra vitória do SISPMUL) será formada uma Comissão, com pelo menos um representante de cada categoria para análise das alterações propostas.

Entre essas alterações estão a retirada de benefícios como os vintenários e os trintenários, maiores obstáculos para a concessão das férias-prêmio e aumento no tempo de progressão de carreira. Além disso, incomoda ao Sindicato a possibilidade prevista de não participar da comissão permanente de avaliação de desempenho.

O SISPMUL e a FESERP-MG aproveitaram o contato direto com o prefeito para outras três reivindicações: reajuste salarial (foi concedido até agora apenas o ridículo índice de 0,01%), o abono do dia parado desta segunda-feira e o fim de práticas antissindicais por parte da Prefeitura (como, por exemplo, a ocorrida no início do mês, quando o presidente do Sindicato foi impedido de entrar na Prefeitura).

Além de Cosme Nogueira e Airton Ribeiro estiveram em Lavras, para dar apoio aos companheiros locais, o vice-presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juiz de Fora (SINSERPU-JF) Ivan Expedito Catarina, as diretoras do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Nova Serrana (SISNOVA), Gelcira Cordeiro Vieira e Jéssica Teodoro, e o funcionário da FESERP-MG em Juiz de Fora Peterson Gonçalves Ferreira.

20/10/2017

De olho na Audiência Pública de quarta-feira, dirigentes de Lavras recebem orientações da FESERP-MG

Lavras 20.10.17(Belo Horizonte – MG) – Dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) estiveram, na manhã/tarde desta sexta-feira (20 de outubro), na sede da FESERP-MG em Belo Horizonte. O motivo da visita foi uma reunião com o assessor jurídico da Federação, Eldbrendo Monteiro, para elaborar argumentos para a Audiência Pública que acontece na próxima quarta-feira (25 de outubro), na Câmara Municipal de Lavras, sobre o Projeto de Lei do Executivo que piora o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores. Essa Audiência foi marcada na última segunda-feira (16 de outubro), após encontro com o prefeito José Cherem (PSD) – fato que suspendeu a greve iniciada naquele dia.
                “Demos o nosso voto de confiança na Administração e vamos querer reciprocidade. Se não formos atendidos em nossas justas reivindicações poderemos retomar a paralisação das atividades”, diz o presidente do SISPMUL, Euisles “Willian” Rodrigues, em comunicado oficial que está sendo distribuído à categoria desde ontem (quinta-feira, 19 de outubro) – veja a íntegra do documento abaixo.
                  A FESERP-MG, através de Eldbrendo Monteiro, estará presente na Audiência Pública, agendada para às 18h30.
                 COMUNICADO AO SERVIDOR
                Caro servidor, prezada servidora
               Como é de conhecimento de todos, na última segunda-feira (16 de outubro), em uma reunião aberta com o prefeito municipal, aceitamos suspender a greve iniciada naquele dia depois que a Administração Municipal se comprometeu a retirar da Câmara o Projeto de Lei que piora o nosso Plano de Cargos, Carreiras e Salários.
               Na ocasião, ficou acordada a formação de uma Comissão, para estudar o Projeto, e a realização de uma Audiência Pública, na próxima quarta-feira (25 de outubro), justamente para esclarecer todos os pontos do referido documento.
              Diante disso, comunicamos a todos os servidores que estamos ATENTOS. Demos o nosso voto de confiança na Administração e vamos querer reciprocidade. Se não formos atendidos em nossas justas reivindicações poderemos retomar a paralisação das atividades.
              Na próxima quarta-feira, às 18h30, todos à Câmara para a Audiência Pública.
              Estamos em vigília para que esse Projeto de Lei não prejudique ainda mais os servidores.
              – Não ao aumento do tempo para progressão de carreira
              – Pela manutenção dos adicionais vintenário e trintenário
              – Pelas atuais regras de concessão das férias-prêmio
              – Pela participação do Sindicato na Comissão Permanente de avaliação de desempenho do servidor
              E por um reajuste salarial decente e o fim do assédio moral e das práticas antissindicais
              Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras

26/10/2017

Em Lavras continua o impasse sobre o Projeto de Lei que retira direitos dos servidores

Lavras 25.10(Lavras – MG) – A Audiência Pública realizada na noite de ontem (quarta-feira, 25 de outubro), na Câmara Municipal de Lavras, para discutir o Projeto de Lei do prefeito José Cherem sobre as mudanças no Plano de Cargo e Carreiras dos Servidores Públicos Municipais, terminou em novo impasse. O plenário foi ocupado por vereadores, assessores jurídicos do Executivo, representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e seus assessores jurídicos – entre eles o advogado da FESERP-MG, Eldbrendo Monteiro – além dos próprios membros da categoria, que lotaram o plenário do Legislativo.

Após uma série de debates a cerca de pontos e das emendas a serem incorporadas ao pacote de reformas propostas por vereadores, os servidores públicos municipais e representantes do Executivo não chegaram a um acordo sobre a revisão do documento para aprovação da medida.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais solicitaram a assessoria jurídica da prefeitura que retirasse o Projeto de Lei da pauta de votação na Câmara Municipal, tendo em vista que a mesma passasse por uma nova rodada de discussões com a participação da categoria.

Os servidores esperam que o pedido de retirada do projeto de lei seja homologado pelo prefeito José Cherem na Câmara Municipal até amanhã (sexta-feira, 27 de outubro). Caso isso não se confirme, a categoria promete retomar a greve iniciada no último dia 16.

A categoria se reúne hoje (quinta-feira, 26 de outubro), para discutir os procedimentos a serem adotados tendo em vista a decisão a ser tomada pelo Executivo.

Conforme explicou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), Euisles “Willian” Rodrigues Silva a categoria não aceita as alterações propostas, que retiram benefícios como os vintenários e os trintenários, cria obstáculos para a concessão das férias-prêmio e aumenta o tempo de progressão de carreira. Além disso, incomoda ao Sindicato a possibilidade prevista de não participar da comissão permanente de avaliação de desempenho.

Com texto e foto do Site “Lavras 24 Horas”

30/10/2017

Servidores de Lavras retomam greve, em protesto contra indefinição do Executivo

Lavras 30.10.17 1 (Lavras – MG) – Os servidores públicos municipais de Lavras retomaram, nesta segunda-feira (30 de outubro), a greve geral que estava suspensa desde o último dia 16. Na ocasião, o prefeito municipal José Cherem (PSD) prometeu retirar da Câmara o Projeto de Lei, de autoria do Executivo, que piora o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) do funcionalismo. Agora, os trabalhadores decidiram retomar o movimento diante da indefinição da Administração Municipal sobre o tema. “O Projeto continua parado na Câmara, mas pode voltar a pauta a qualquer momento, se o líder do Governo na Casa retirar o sobrestamento. À categoria não agrada esse impasse a retomada da greve foi decidida por unanimidade”, explicou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), Euisles “Willian” Rodrigues da Silva, que anunciou para esta terça-feira (31 de outubro), às 17h, um grande ato no centro da cidade.

01/11/2017

Segundo dia de greve dos servidores públicos municipais de Lavras

Lavras 31.10.17 4  Lavras 31.10.17 2 O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL)  promoveu, nesta terça-feira (31 de outubro), um ato de protesto na Praça Dr. Augusto Silva para chamar a atenção dos moradores para a situação da categoria. Os trabalhadores retomaram a greve iniciada no último dia 16 em protesto ao projeto de lei de Lei 008/099, de autoria do prefeito José Cherem, que versa o pacote de reformas do Plano de Carreira e Cargos dos servidores enviado pelo Executivo para votação na Câmara Municipal.

Em comunicado divulgado no dia 27, o prefeito afirmou que “sobrestou” a medida que aguarda votação no Legislativo, isto é, optou por manter a mesma parada. Os servidores ocuparam a entrada do prédio da prefeitura de Lavras durante toda essa segunda-feira, dia 30,  sendo uma manifestação realizada no começo da tarde.

O desfecho aconteceu após a realização da Audiência Pública ocorrida no dia 25, destinada a discutir a medida polêmica. A posição mantida pelos servidores era pela retirada do projeto de lei. O chefe do Executivo tem a possibilidade de pedir a retirada definitiva das medidas para votação ou poderá optar pela retomada dela na pauta de tramitação legislativa.

A greve já atinge vários setores da prefeitura as áreas da saúde, educação e setor administrativo. Os servidores utilizaram faixas e cartazes durante ato realizado ontem. Para os servidores, os direitos conquistados da categoria estão sendo solapados pela atual administração municipal.

Eles criticaram o inchaço da máquina administrativa através da com a contratação de centenas de servidores e também o descaso para com a categoria demonstrada pelo Legislativo, cuja base de apoio de vereadores ao prefeito tem  dado mostras de total descaso com relação ao futuro do serviço público municipal.

O prefeito também foi vaiado por servidores ao chegar a Escola Municipal Dr. Dâmina, onde participou da audiência pública para discutir a implantação do  serviço de mototaxi em Lavras. Ele estava acompanhado de seguranças. Nesta quarta-feira (primeiro de novembro) o Sindicato promove novo ato de protesto em  frente a Prefeitura de Lavras, a partir das 13h30.

Texto: Site “Lavras 24 Horas” – Fotos: SISPMUL

09/11/2017

Prefeito retira projetos de lei e servidores de Lavras encerram greve

(Lavras – MG) – O prefeito de Lavras José Cherem (PSD) retirou os dois Projetos de Lei de sua autoria sobre o pacote de reformas do Plano de Carreira e Cargos dos Servidores Públicos Municipais (que deveria ter sido votado na Câmara Municipal no último dia 16). A medida atingia vários direitos da categoria. A decisão foi acordada entre o prefeito e representantes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) durante reunião realizada nesta quarta-feira (8 de novembro) na sede da prefeitura.

O chefe do Executivo havia revogado os decretos que estabeleciam medidas de redução e contenção de despesas com pessoal no âmbito da administração pública na segunda-feira (6 de novembro). Com a nova medida, a categoria terá seus benefícios descongelados. Por conta do acordo, o SISPMUL anunciou o fim da greve e da Operação Tartaruga. A paralisação havia sido retomada pela categoria no dia 30 (foto) a fim de pressionar o prefeito, que havia apenas sobrestado (suspendido) os dois projetos de lei, sendo que os servidores exigiam a retirada dos dois Projetos de Lei. A paralisação atingiu os setores administrativos, da educação e saúde da Prefeitura Municipal.

“O movimento foi um exemplo de que a união faz a força. O executivo atendeu nossas reivindicações, descongelando as progressões e promoções, e vai retirar, na segunda-feira, retirando os Projetos de Lei 008/2017 e 009/2017 que prejudicava a carreira e o futuro dos servidores efetivos”, afirmou o presidente do SISPMUL, Euisles “Wiliam” Rodrigues que fez questão de agradecer os companheiros que ajudaram no movimento em Lavras, dirigentes sindicais das cidades de São Sebastião do Paraíso, Nova Serrana, Ijaci, Nepomuceno, Juiz de Fora, Três Corações e Varginha.

Com informações do site “Lavras 24 horas”

12/06/2018

Sindicato de Lavras na Justiça pelo retorno do desconto dos dias parados da greve de 2017

(Lavras – MG) – O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL), com o apoio do Departamento Jurídico da FESERP-MG, continua na Justiça para reverter o desconto dos dias parados da greve de outubro/novembro de 2017. O primeiro passo nesse sentido foi dado quando o Tribunal de Justiça de Minas Gerais não decretou a ilegalidade do movimento – como pretendia a Prefeitura de Lavras. “O Sindicato vai apresentar recursos ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal a fim de garantir que assim como foi declarada a legalidade da greve, os descontos dos dias parados sejam devolvidos aos servidores”, explicou, em parecer, o assessor jurídico da FESERP-MG, Eldbrendo Monteiro.

“A greve em questão foi vitoriosa e, além de tudo, um exemplo de que a união sempre faz a força. Tivemos participação maciça do servidor e apoio de vários companheiros de outras cidades, de sindicatos ligados à Federação: Ijaci, Juiz de Fora, Nepomuceno, Nova Serrana, São Sebastião do Paraíso, Três Corações e Varginha. Essa é a verdade e de nada adianta membros ou simpatizantes da Administração Municipal tentarem distorcer os fatos”, avaliou o presidente do SISPMUL, Euisles “Wiliam” Rodrigues.

25/10/2018

Servidores de Lavras conquistam revisão salarial, retroativo a janeiro

(Lavras – MG) – Graças ao trabalho consistente da atual diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras (SISPMUL) o funcionalismo local (incluindo inativos e aposentados) receberá a revisão geral anual nos salários, de 1,87% e retroativo a janeiro de 2018 “Está previsto no artigo 37 da Constituição Federal e não é o suficiente, pois estamos com uma grande defasagem salarial, desde 2013, mas é um começo. Vamos continuar com nossas justas reivindicações”, afirmou o presidente do SISPMUL, Euisles “Willian” Rodrigues (foto). Entre essas reivindicações estão um reajuste salarial consistente, respeito à data-base da categoria (janeiro) e regularização dos repasses do FUNDEB.

Foto-1-Lavras-e1464094607241

01/11/2018

Sindicato de Lavras apoia servidores de Itumirim, sem salários há dois meses

(Itumirim – MG) – Diretores do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lavras e Região (SISPMUL) estiveram, na última segunda-feira (29 de outubro), em Itumirim, para dar apoio aos servidores da cidade, sem salários há dois meses. Um ato público em frente à Prefeitura e à Câmara Municipal e uma passeata pelas ruas da cidade marcaram o protesto. “Os trabalhadores estão sem os salários de agosto e setembro e consequentemente estão passando por dificuldades financeiras, e não conseguem quitar despesas básicas. Nos reunimos, juntamente com um Comissão de servidores da cidade, com o prefeito mas infelizmente não houve ainda nenhuma solução satisfatória”, contou o presidente do SISPMUL, Euisles “William” Rodrigues. “Novos atos e novas ações serão empreendidas para garantir o fim dessa arbitrariedade do Poder Executivo”, completou.

Lavras Itumirim 6Lavras Itumirim 5Lavras Itumirim 4Lavras Itumirim 3Lavras Itumirim 2 Lavras Itumirim 1

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.