Bem vindo ao site da FESERP MG

E-mail:

feserpjf@gmail.com

Visite-nos:

Rua Dona Mariana Evangelista 37/102, Poço Rico, JF/MG CEP: 36010-430

Filiados

Uberlândia


SINDICATO DOS TRABALHADORES SERVIÇO PUBLICO MUNICIPAL DE UBERLÂNDIA (SINTRASP)

Rua Euler Lanes Bernardes, 789, Santa Mônica

CEP: 38.408-200 – Uberlândia/MG

E-Mail: sindicato@sintrasp.com

34  3214-3223

34  3219-4694

22/08/2013

FESERP-MG entrega o segundo carro, o de Uberlândia

(Uberlândia – MG) – A FESERP-MG entregou, na manhã desta quinta-feira (22 de agosto), o segundo veículo adquirido para apoio na luta dos sindicatos filiados. O carro, da marca Fiat Uno Mille, equipado com aparelho externo de som, ficará em Uberlândia e servirá a toda a região do Triângulo Mineiro. Estiveram presentes no evento, na sede do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (Sintrasp), o presidente e o vice-presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira e José Mauro de Souza, a presidente e o vice-presidente do Sintrasp, Naara Augusta Rezende Bernardelli e Ronaldo Cesar Rosa, o presidente e o vice-presidente do Sindicato de Santa Vitória, José Braz de Oliveira e Paulo Roberto Paranaíba Franco, e o presidente do Sindicato de Canápolis Eder Barcelos do Nascimento, além de Sebastião Fernandes Roberto (representando o Sindicato de Juiz de Fora) e sindicalistas e convidados especiais de Uberlândia, Santa Vitória e Canápolis.

Cosme Nogueira ressaltou o comprometimento da FESERP-MG com os seus filiados. “Pessoas que sempre jogaram sujo duvidavam, mas nossa resposta foi fruto do trabalho, com determinação, coragem e transparência. Quem quer fazer faz e o sonho já não mais um sonho e muito menos apenas nosso, é de todos”, disse, acrescentando que “a FESERP-MG não tem dono, mas tem rosto”. A presidente do Sindicato de Uberlândia Naara Bernardelli usou o mesmo tom. “É a primeira vez que temos um retorno de alguma federação. Foi um período conturbado, mas agora estamos colhendo os frutos”, discursou. Já o presidente do Sindicato de Santa Vitória, José Braz de Oliveira, foi mais direto ainda: “Vamos devolver – essa concessão do carro para a região – com trabalho e está provado que agora temos uma Federação de verdade”. Por fim, o presidente do Sindicato de Canápolis, Eder Barcelos, avaliou que a chegada do veículo e o início de uma grande época. “Isso vai nos unir ainda mais”, resumiu.

Na foto acima, da esquerda para a direita: José Braz, Eder Barcelos, Naara Bernardelli, Cosme Nogueira e José Mauro.

VEJA O SITE DA FESERP-MG A GALERIA DE FOTOS SOBRE O EVENTO

22/08/2013

Mesa redonda discute situação, problemas e soluções para os servidores públicos

(Uberlândia – MG) Uma mesa redonda reuniu, na manhã desta quinta-feira (22 de agosto), representantes da FESERP-MG (presidente Cosme Nogueira e assessor jurídico Eldbrendo Monteiro) e dos Sindicatos de Uberlândia, Santa Vitória, Canápolis, Juiz de Fora e Matias Barbosa. Na pauta troca de ideias, situação, problemas e soluções para a categoria dos servidores públicos municipais. O encontro aconteceu no Sindicato de Uberlândia, antes da entrega para a região do veículo adquirido pela FESERP-MG, para ser usado de apoio às lutas dos filiados à entidade.

10/12/2013

Memória viva da FESERP-MG IX – “Estamos, agora, num porto seguro”

Uberlândia 2(Uberlândia – MG) – “Abandonamos um outro barco e estamos, agora, num porto seguro”. Dessa forma, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público de Uberlândia (Sintrasp) Naára Augusta Rezende Bernardelli definiu o momento decisivo vivido pela sua cidade e sua entidade, nos primórdios da FESERP-MG. “O outro lado não era bom não, era uma ditadura; o lado de cá é como uma família, bonita e unida, com pensamentos comuns e algumas divergências – o que é comum e bom. Enfrentamos problemas, foi muito conturbado, mas me sinto honrada de ter participado, ajudado a criar a nossa Federação e estar hoje contribuindo e vendo a nossa entidade crescer”, completa ela. Naára Bernadelli mantém, desde então, uma visão regional do processo. “A FESERP-MG está presente em todas as regiões de Minas e isso é muito bom, mas acredito que algumas demandas dos servidores não são, por assim dizer, estaduais. E cada região, cada município tem as suas particularidades. E nesse momento é bom saber que a FESERP-MG comunga dessa nossa visão e nos dá esse amparo”, argumentou a presidente.

 29/07/2014

Servidores de Uberlândia em estado de greve

(Uberlândia – MG) – Os Educadores Infantis da rede municipal de ensino de Uberlândia decidiram entrar em estado de greve nas próximas sexta-feira, segunda-feira e terça-feira (primeiro, 4 e 5 de agosto), dias em que a categoria paralisa as atividades e se concentra na porta da Prefeitura Municipal. A decisão foi tomada em Assembleia no dia 24 de julho e ratificada ontem (segunda-feira, 28 de julho) em outra reunião – os dois encontros foram realizados no Centro Cultural do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP) e comandados pela presidente da entidade Naara Bernardelli. A pauta de reivindicações ficou alicerçada basicamente em três pontos: Piso salarial da categoria (tendo como referência mínima o proposto no PCCS-Plano de Cargos, Carreiras e Salários, 2º  grau de escolaridade, exigido no ato do ingresso no serviço público); Inclusão dos Educadores Infantis no quadro do magistério e redução da carga horária, de seis para cinco horas, sem a redução de salário. “As duas assembleias foram bastante representativas, com uma participação maciça dos trabalhadores e as reivindicações são justas. O SINTRASP está ao lado dos Educadores Infantis desde sempre e vamos levar cerca de 1.600 servidores para a porta da Prefeitura nos dias previstos”, disse a presidente Naara Bernardelli.

07/08/2014

Servidores de Uberlândia fazem nova paralisação nesta quinta-feira

(Uberlândia – MG) – Os Educadores Infantis da rede municipal de ensino de Uberlândia, em estado de greve, fazem nova paralisação nesta quinta-feira (7 de agosto), para protestar contra a entrega, pelo prefeito Gilmar Machado (PT), à Câmara  Municipal do PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários). “A comissão que estuda o assunto precisa de mais tempo para que as reivindicações conste no Projeto e o Executivo providencie as emendas necessárias”, explicou a presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP) Naara Bernardelli. Durante três dias, sexta-feira, segunda-feira e terça-feira (primeiro, 4 e 5 de agosto) os servidores já paralisaram suas atividades, com assembleias no centro cultural do SINTRASP, manifestações em frente à Prefeitura e passeatas pela cidade. Na pauta de reivindicações: Piso salarial da categoria (tendo como referência mínima o proposto no PCCS-Plano de Cargos, Carreiras e Salários, 2º  grau de escolaridade, exigido no ato do ingresso no serviço público); Inclusão dos Educadores Infantis no quadro do magistério e redução da carga horária, de seis para cinco horas, sem a redução de salário.

15/08/2014

Educadores infantis de Uberlândia ganham adesão de outras categorias e fortalecem movimento

(Uberlândia – MG) – Os educadores infantis de Uberlândia continuam firmes no movimento de greve contra a aprovação do PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários) e terão agora a companhia de outras categorias: no dia 27 de agosto , quando acontece uma Audiência Pública na Câmara Municipal, os ASG’s (Auxiliares de Serviços Gerais) e as merendeiras também irão paralisar suas atividades. “Os trabalhadores não vão esmorecer, vão continuar mobilizados. Todos os dias os educadores infantis vão até a Câmara e essa persistência e esse exemplo de luta estão sendo ouvidos pelos vereadores e pela sociedade”, afirmou a presidente do Sindicato  dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP) Naara Bernardelli.

04/09/2014

Em mais um ato de perseguição, prefeito de Uberlândia bloqueia o salário da presidente do Sindicato

(Uberlândia – MG) – O prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado (PT), cometeu mais um ato de perseguição ao Sindicato dos Servidores da cidade, nesta quarta-feira (3 de setembro), ao determinar o bloqueio do salário da presidente da entidade, Naara Bernardelli – que é professora municipal. A postura do Chefe do Executivo está sendo vista como uma retaliação e uma tentativa de intimidação, por conta do movimento grevista dos Educadores Infantis, coordenado pelo Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP). “A justificativa oficial foi a de que não informamos a nossa frequência, mas não existe essa necessidade para quem é liberado para presidir o sindicato. Ou seja, está caracterizada uma perseguição, uma tentativa de cerceamento de nosso trabalho sindical”, disse Naara Bernardelli, que, com o apoio da FESERP-MG e de seu departamento jurídico, tomará as providências necessárias para denunciar e reverter o ato do prefeito.

10/09/2014

Sindicatos filiados à FESERP-MG aprovam Nota de Repúdio contra o prefeito de Uberlândia

(Uberlândia – MG) – Reunidos em Pitangui (MG), para a Plenária FESERP-MG Centro-Oeste de Minas, no dia 04 de setembro de 2014, sindicatos filiados à Federação aprovaram uma nota de repúdio ao prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado (PT), por conta do bloqueio do salário da presidente do Sindicato de Uberlândia, Naára Bernardelli. Veja abaixo a íntegra da Nota de Repúdio.

A FESERP-MG (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos de Minas Gerais) vem a público manifestar repúdio ao prefeito municipal de Uberlândia, Gilmar Machado, contra retenção do salário da presidenta do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP), Naára Augusta Rezende Bernardelli.

A lamentável atitude do gestor municipal ocorreu no mês de setembro de 2014 (salário de agosto de 2014), como forma de retaliação à atuação sindical no movimento de greve dos educadores infantis.

Em um regime democrático, o exercício da defesa dos interesses de determinada classe profissional pelo dirigente sindical exige uma garantia de que o seu vencimento (verba alimentar) não será atingido por retaliações por parte do gestor, o qual, de uma forma ou de outra sempre é prejudicado pelas reivindicações de classes encabeçadas pelo sindicato.

Assim, não é compreensível ou racional que o gestor municipal tenha optado por extrapolar os legítimos limites, aderindo a uma pratica antissindical, ofendendo ao direito mais básico de um trabalhador no que se refere aos seus alimentos. É preocupante que um administrador público se utilize desse expediente, agredindo a presidenta do sindicato com meios ardilosos, com a intenção de paralisar o movimento sindical, demonstrando a completa falta de equilíbrio, serenidade e respeito com os poderes constituídos e as instituições representativas dos trabalhadores.

A atuação destacada e imparcial da presidenta do sindicato é conhecida em todo o movimento sindical, inclusive com atuações em várias entidades sindicais a favor do funcionalismo público. Os dirigentes sindicais não se intimidarão com atitudes arbitrárias e antissindicais que remetem ao tempo da Ditadura e não transigirão no seu dever institucional de defesa dos servidores públicos municipais, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis, atuando sempre com respeito, mas com o rigor necessário à defesa do servidor mineiro e uberlandense.

Assim, vem a FESERP-MG (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos de Minas Gerais) repudiar as atitudes antissindicais praticadas.

13/09/2014

Pedagogos de Uberlândia buscam apoio no Sindicato

(Uberlândia – MG) – Uma comissão de pedagogos de Uberlândia se reuniu, na manhã de quinta-feira (11 de setembro), com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP) Naára Bernardelli, em busca de apoio para demandas específicas da categoria. Em documento oficial os profissionais pedem mudanças em dois artigos do Plano de Cargos e Salários do funcionalismo, relativas à jornada de trabalho. No primeiro item, ficaria mantida aos servidores que ocupam os cargos de supervisor escolar, orientador educacional e inspetor escolar a gratificação devida por força de uma Lei Complementar de 2004 de 45% em seus vencimentos básicos; e o segundo artigo garantiria aos pedagogos que optarem por permanecer na jornada de 20 horas semanais vencimentos compatíveis com os de Professor II. “Já enviamos à Câmara de Vereadores o nosso documento e queremos que o nosso sindicato nos ajude nas nossas reivindicações”, disse a presidente da Comissão Marilda de Fátima Duarte Vanison. “A manutenção da jornada sem a discriminação de quanto desse tempo seria na escola e quanto extraclasse também nos interessa”, acrescentou ela. Imediatamente Naára Bernardelli colocou o SINTRASP à disposição dos trabalhadores. “A entidade é o órgão de defesa e de apoio dos servidores, como aconteceu recentemente com os professores, os educadores infantis, os ASG’s (Auxiliares de Serviços Gerais) e as merendeiras. O Sindicato não desapontará ninguém”, disse. A presidente do SINTRASP completou com uma constatação: “O Plano de Cargos e Salários não é o ideal porque não foi negociado. Se a Administração Municipal tivesse ouvido a categoria não teria tantas reclamações”.

As reuniões entre os pedagogos e o SINTRASP vão continuar de forma intensa nos próximos dias, com o agendamento de, pelo menos, mais três encontros, dois ainda este mês, nos dias 18 e 25.

15/09/2014

Educadores infantis de Uberlândia: cronologia de um movimento bem-sucedido

24 de julho – Primeira Assembleia dos Educadores Infantis da rede municipal de ensino de Uberlândia, no Centro Cultural do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP). .

28 de julho – Segunda Assembleia, no mesmo local, com a decisão tomada de entrar em estado de greve.

01, 04 e 05 de agosto – Categoria paralisa as atividades e se concentra na porta da Prefeitura Municipal. A pauta de reivindicações fica alicerçada basicamente em três pontos: 1) Piso salarial da categoria (tendo como referência mínima o proposto no PCCS-Plano de Cargos, Carreiras e Salários, escolaridade média exigido no ato do ingresso no serviço público); 2) Inclusão dos Educadores Infantis no quadro do magistério e 3) redução da carga horária, de seis para cinco horas, sem a redução de salário.

07 de agosto – Nova paralisação, dessa vez para protestar contra a entrega, pelo prefeito Gilmar Machado (PT), à Câmara Municipal do PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários).

09 de agosto – Início da greve

20 de agosto – Em Assembleia, os trabalhadores resolvem encerrar o movimento, após 12 dias de greve, com várias vitórias, após intensas rodadas de negociação com a Administração Municipal, que garantiu: 1) a redução na carga horária, de 30 para 25 horas semanais, 2) a possibilidade de progressão na carreira (para os servidores que tiverem formação além do ensino médio, ou seja, elevando o nível para Educador Infantil II; 3) a possibilidade de acúmulo de cargo; 4) o recesso de 15 dias em julho, e 5) reajustes, iniciais, de 16,2% e 15,5%, em 2015 e 2016, respectivamente.

27 de agosto – Em Audiência Pública na Câmara Municipal, o Sindicato e as educadoras infantis deixam claro para os vereadores, a sociedade e a imprensa os motivos da paralisação e explicam as reivindicações.

08 de setembro – O Projeto de Lei, número 865/2014, de autoria do Poder Executivo, que dispõe sobre o Plano de Carreira dos Servidores do Quadro de Educação da Rede Pública Municipal de Ensino de Uberlândia vai à votação na Câmara de Vereadores e as educadoras infantis se fazem presentes na sede do Legislativo, para deixar bem claro ao prefeito e os vereadores que “o voto de confiança” foi dado, mas se as garantias não forem efetivadas os trabalhadores voltam para as ruas, iniciam um novo movimento.

30/09/2014

Uberlândia comemora vitória da mobilização

(Uberlândia – MG) – O sucesso do movimento de greve empreendido em Uberlândia em favor da classe dos Educadores Infantis, Auxiliares de Serviços Gerais (ASG`s), Merendeiras e extensivo aos administrativos das unidades escolares foi sacramentado nesta segunda-feira (29 de setembro), com a sanção, pelo prefeito Gilmar Machado (PT), da Lei que trata do Plano de Carreira dos servidores, que passa a valer em janeiro de 2015. Também estão publicados no Diário Oficial do Município os decretos de números 15.175 e 15.176. O primeiro trata do recesso (15 dias alternados, distribuídos nos dias de recesso escolar juntamente com o dos professores e pedagogos) dos servidores ocupantes dos cargos de Educadores Infantis, ASG`s e Merendeiras e auxiliares de serviços administrativos, todos lotados nas unidades escolares; e o segundo documento garante a  redução da jornada de trabalho dos Educadores Infantis de 30 horas para 25 horas semanais – as duas reivindicações eram consideradas fundamentais na pauta do movimento grevista de agosto. “Dever cumprido. Se a luta não tivesse sido empreendida pela categoria juntamente com o Sindicato, certamente o resultado não teria sido positivo. Pela força do Sindicato conquistamos 100% das reivindicações contidas no movimento de greve. Esperamos que as outras categorias se encorajem e procurem a entidade para tentarmos diminuir os prejuízos futuros com a aprovação do PCCS”, disse a presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP) Naára Bernardelli, que fez questão de agradecer o apoio recebido da FESERP-MG e também da CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil) e das seções nacional e mineira da Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST).

27/05/2015

Sindicato de Uberlândia consegue vitória na Justiça e devolve direitos aos servidores

(Uberlândia – MG) O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP) conseguiu reverter na Justiça um ato administrativo, da Prefeitura, de janeiro de 2014, que tirava o direito dos servidores do chamado abono de férias – os dez dias previstos em Lei em que o trabalhador pode trocar o descanso por uma remuneração específica. Conforme explicou a advogada do SINTRASP, Alessandra Braga, “com a derrubada do decreto, no último dia 15 de abril, passa a voltar a valer a Legislação. É direito do servidor ter essa opção”. Para a presidente do Sindicato, Naára Bernardelli, trata-se de uma grande vitória. “O Sindicato e os servidores estão atentos a qualquer tentativa de obstruir os nossos direitos”, disse.

17/06/2015

Sindicato de Uberlândia consegue reintegrar servidor exonerado injustamente

(Uberlândia – MG) – O Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP) conseguiu, através do seu Departamento Jurídico, reintegrar um servidor exonerado injustamente pela administração municipal. A história de Ricardo Dias (foto), agente de Combate às Endemias, é bem longa e cheia de idas e vindas. Em 2004 ele sofreu um processo administrativo, por conta de perseguição da Coordenação do seu setor na Prefeitura e foi afastado em junho de 2005. Reintegrado e depois exonerado em outras oportunidades finalmente conseguiu se fazer a Justiça no final de maio deste ano, graças a uma decisão de um desembargador em Belo Horizonte. Agora, Ricardo Dias espera receber todos os seus direitos pecuniários além do sagrado direito de trabalhar. “Foi uma decisão importante porque o servidor foi acusado injustamente de não ser assíduo ao trabalho”, resumiu a advogada do SINTRASP Alessandra Braga. “Só consegui por causa do Sindicato, sou grato a todos eles. Não me cobraram um centavo e sempre me apoiaram”, disse Ricardo Dias, que se prontificou a ser o representante informal do SINTRASP no setor das Zoonoses da Prefeitura de Uberlândia.

26/06/2015

Trabalhadores em Educação de Uberlândia paralisam as atividades

(Uberlândia – MG) – Os trabalhadores em Educação da rede municipal de Uberlândia paralisaram suas atividades, desde as 8h30 desta sexta-feira (26 de junho). O movimento foi decidido em assembleia realizada, semana passada, no Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP) – entidade filiada à FESERP-MG e presidida por Naára Bernardelli. A assessora Alessandra Braga também representa a Federação, como hoje pela manhã na Câmara dos Vereadores. Os profissionais têm uma extensa pauta de reivindicações: convênio médico digno e acessível a todos os servidores; piso nacional da Educação – diferença 6,6% retroativo a janeiro; vales transporte na dobra; Normativa 006/2014 – Calendário Escolar 2005; incorporação do abono dos ASG’s em 2016; efetivação da carga horária de 5 horas dos educadores infantis e efetivação do recesso escolar.

01/08/2015

Sindicato de Uberlândia critica prefeito por atraso no pagamento de salários

(Uberlândia – MG) – A presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP), Naára Bernardelli (foto) criticou  duramente o prefeito da cidade, Gilmar Nascimento (PT), pelo atraso no pagamento dos servidores. “Ele é bom para perseguir sindicalistas mas para administrar um município como Uberlândia já mostrou sua incapacidade. Como pode deixar de arcar compromissos? Deixar os cerca de 15 mil servidores sem a garantia de um direito sagrado?”, disse a presidente do SINTRASP, na tarde desta sexta-feira (31 de julho). Há  muitos anos os salários dos funcionários de Uberlândia são depositados no último dia útil, embora a Lei permita o pagamento até o quinto dia útil. Ontem, o Departamento que cuida do assunto na Prefeitura chegou a informar que não há previsão de quitação da folha. Recentemente, o prefeito Gilmar Machado fez uma proposta de parcelamento: 60% no último dia de julho e 40% até o quinto dia útil – “solução” que a categoria não aceitou.

Notícias

24/08/2015

Sindicato de Uberlândia discute Piso Nacional dos Professores

(Uberlândia – MG) – Uma reunião realizada no Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Uberlândia (SINTRASP) discutiu com parte da categoria a situação dos professores da rede municipal de ensino. Eles não foram enquadrados no Plano de Cargos e Salários aprovado e em vigor desde janeiro e não estão recebendo o Piso Nacional, conforme havia sido prometido pela Administração Municipal. “Eles não estão sozinhos, terão todo o apoio do Sindicato nessa luta”, registrou a presidente do SINTRASP, Naára Bernardelli, que na reunião estava acompanhada da advogada da entidade Alessandra Ramos Braga.

24/09/2015

FESERP-MG e SINTRASP prestigiam homenagem ao presidente da CSPB em Uberlândia

(Uberlândia – MG)

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.