Bem vindo ao site da FESMIG

E-mail:

atendimento@fesmig.com.br

Visite-nos:

Rua São Sebastião, 780, Centro, Juiz de Fora/MG CEP: 36.015-410

Notícias

Retrospectiva 2015 – Dezembro: Campanha pela Reestatização da Vale e solidariedade na tragédia ambiental

Em dezembro, a FESERP-MG lançou, em Governador Valadares, a Campanha pela Reestatização da Vale (foto), a proposta que é a melhor resposta ao caos causado pela Companhia, quando a barragem de uma de suas subsidiárias, a Samarco, se rompeu em Mariana (MG) e causou morte e destruição, naquele que já é considerado o maior desastre ambiental do país. A Campanha “Reestatização da Vale, a Melhor Resposta” ganhou de imediato a adesão da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) e da CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil). Entre as ações previstas estão a coleta de assinaturas para apresentar ao Congresso Nacional um Projeto de iniciativa popular nesse sentido, investir na possibilidade de um Decreto presidencial para esse fim, busca por apoios de ONGs (Organizações Não-Governamentais) ligadas principalmente ao meio ambiente e entidades de notória importância (como a OAB- Ordem dos Advogados do Brasil) ou de caráter nacionalista e de senadores, deputados, prefeitos, vereadores e outras autoridades.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Uma das consequências da irresponsabilidade ambiental da Samarco/Vale foi a destruição do Rio Doce, o que deixou dezenas de cidades sem água até para beber. Para atenuar essas dificuldades, a FESERP-MG abraçou a Campanha “Valadares Sem Sede” e juntamente com os sindicatos filiados de Juiz de Fora, Manhuaçu e Varginha entregou à população de Governador Valadares 4.000 litros de água de beber.

Também em dezembro, e em Governador Valadares, aconteceu a segunda edição do Curso de Negociação Coletiva, promovido pela FESERP-MG, com o apoio da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros). Representantes de três regiões de Minas marcaram presença: Vale do Mucuri (Águas Formosas, Crisólita, Nanuque e Teófilo Otoni), Zona da Mata (Manhuaçu e São João Nepomuceno) e Vale do Rio Doce (Governador Valadares e Ipanema).

Ainda em dezembro, em protesto contra o atraso nos salários, os servidores públicos municipais de Uberlândia e Carmo do Rio Claro paralisaram as atividades; em Ipanema, foi concluída a reforma na sede do Sindicato; em Barroso, a prefeita Eika Oka (PP) foi condenada por improbidade administrativa; tomaram posse o presidente reeleito de Patos de Minas e a nova diretoria em Ponte Nova, e os trabalhadores na área da Educação de Crisólita, graças à persistência e a luta do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, passaram a fazer jus à progressão horizontal – direito retroativo a janeiro. Na prática, esses servidores terão, então, o adicional de quinquênio.

 

BREVE RETROSPECTIVA DE 2015 – DEZEMBRO: CAMPANHA PELA REESTATIZAÇÃO DA VALE E SOLIDARIEDADE NA TRAGÉDIA AMBIENTAL

 

            Em dezembro, a FESERP-MG lançou, em Governador Valadares, a Campanha pela Reestatização da Vale (foto), a proposta que é a melhor resposta ao caos causado pela Companhia, quando a barragem de uma de suas subsidiárias, a Samarco, se rompeu em Mariana (MG) e causou morte e destruição, naquele que já é considerado o maior desastre ambiental do país. A Campanha “Reestatização da Vale, a Melhor Resposta” ganhou de imediato a adesão da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros) e da CSPB (Confederação dos Servidores Públicos do Brasil). Entre as ações previstas estão a coleta de assinaturas para apresentar ao Congresso Nacional um Projeto de iniciativa popular nesse sentido, investir na possibilidade de um Decreto presidencial para esse fim, busca por apoios de ONGs (Organizações Não-Governamentais) ligadas principalmente ao meio ambiente e entidades de notória importância (como a OAB- Ordem dos Advogados do Brasil) ou de caráter nacionalista e de senadores, deputados, prefeitos, vereadores e outras autoridades.

            Uma das consequências da irresponsabilidade ambiental da Samarco/Vale foi a destruição do Rio Doce, o que deixou dezenas de cidades sem água até para beber. Para atenuar essas dificuldades, a FESERP-MG abraçou a Campanha “Valadares Sem Sede” e juntamente com os sindicatos filiados de Juiz de Fora, Manhuaçu e Varginha entregou à população de Governador Valadares 4.000 litros de água de beber.

            Também em dezembro, e em Governador Valadares, aconteceu a segunda edição do Curso de Negociação Coletiva, promovido pela FESERP-MG, com o apoio da CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros). Representantes de três regiões de Minas marcaram presença: Vale do Mucuri (Águas Formosas, Crisólita, Nanuque e Teófilo Otoni), Zona da Mata (Manhuaçu e São João Nepomuceno) e Vale do Rio Doce (Governador Valadares e Ipanema).

            Ainda em dezembro, em protesto contra o atraso nos salários, os servidores públicos municipais de Uberlândia e Carmo do Rio Claro paralisaram as atividades; em Ipanema, foi concluída a reforma na sede do Sindicato; em Barroso, a prefeita Eika Oka (PP) foi condenada por improbidade administrativa; tomaram posse o presidente reeleito de Patos de Minas e a nova diretoria em Ponte Nova, e os trabalhadores na área da Educação de Crisólita, graças à persistência e a luta do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, passaram a fazer jus à progressão horizontal – direito retroativo a janeiro. Na prática, esses servidores terão, então, o adicional de quinquênio.

 

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.