Bem vindo ao site da FESERP MG

E-mail:

feserpjf@gmail.com

Visite-nos:

Rua Dona Mariana Evangelista 37/102, Poço Rico, JF/MG CEP: 36010-430

Artigos

Andar pelas Gerais é preciso

A mineiridade pode ser vista nos 853 municípios que compõe o Estado de Minas Gerais. E com certeza nós que fazemos parte da equipe da FESERP-MG podemos testemunhar como é belo o nosso Estado. Belo pela sua diversidade cultural e gastronômica, belo por sua geografia, pela sua história, pelas montanhas, pelos casarões e vilarejos e pela sua gente – “Eta gente boa, sô” – mas quando o assunto é a precariedade nas prefeituras e desrespeito com os servidores, ai eu vou falar bem mineirinho: “Aqui o trem tá feio, sô”.

Tem uma brincadeira que muitos companheiros de outros estados fazem com nós, mineiros, que é a seguinte: Eles chegam perto de nós e perguntam se a gente sabe como se identifica o mineiro?  A gente fala que não sabe e ai eles brincam: olha só, joga um queijo morro abaixo que você vai ver que quem correr atrás do queijo é mineiro. Tudo brincadeira, “né”. Mas aproveito esta brincadeira para apimentar a prosa dizendo que em muitos lugares se jogar certos prefeitos por ladeira abaixo, muita gente vai sair correndo atrás dele e jogando pedra, porque aqui em Minas também podemos dizer que “ó lugar para ter prefeito que não gosta de servidor, sô”.

Andando pelas Gerais como nós temos andado – e olha que a gente anda: recentemente cruzamos o Estado visitando as cidades e os sindicatos que representam os servidores municipais – quanta coisa encontramos. Vimos de tudo: tem presidente de sindicato que não está recebendo salário simplesmente pelo fato de ter fundado o sindicato – e por isto sofre retaliação; tem cidade que o prefeito se une ao presidente da Câmara e monta um verdadeiro circo para tentar humilhar o presidente do sindicato – e participa pessoalmente da Audiência Pública e exibe vídeo com fala do presidente do sindicato, parecendo um reality show; tem cidade que está há quatro meses com salário atrasado; tem cidade que o presidente do sindicato não é recebido pelo gestor; tem prefeita que usa a emissora de rádio local para tentar manchar a imagem do líder sindical e por vai.

Mas se nós não estivéssemos andando com estamos, não saberíamos o que está acontecendo com os nossos companheiros e companheiras que de forma heróica desempenham o mandato classista. Mas, é para isto que serve a Federação. Ela existe para fortalecer os sindicatos e principalmente qualificar as nossas lideranças. Estamos trabalhando com essa diretriz. Já entregamos os carros de som que foram adquiridos pela FESERP-MG para os sindicatos, já realizamos um curso de negociação coletiva no setor publico (ministrado pelo Dieese com apoio da nossa central sindical, a CSB, a custo zero, temos dado suporte jurídico e vamos fazer muito mais.

Estamos andando pelas Gerais, constatando a dura realidade da nossa categoria e cumprindo a nossa obrigação de denunciar e apoiar, porque aqui na FESERP-MG a gente anda de verdade pelas Gerais – aqui não se anda nas nuvens.

Podemos, então, por fim, dizer que a maioria do nosso povo fala o seguinte: o melhor café está no Sul de Minas; o melhor queijo, no Caraça; a melhor cachaça, em Salinas; o melhor feijão tropeiro, no Mercado Central de Belo Horizonte; as melhores pedras preciosas, no Noroeste do Estado; as cidades mais progressistas estão no Triângulo e no Alto Paranaíba, e o melhor futebol do interior é jogado na Zona da Mata… E podemos dizer que são poucos os prefeitos que valorizam os servidores.

Cosme Nogueira

Presidente da FESERP-MG

Últimos Artigos

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.