Bem vindo ao site da FESERP Minas

E-mail:

feserpjf@gmail.com

Visite-nos:

Rua São Sebastião, 780, Centro, Juiz de Fora/MG CEP: 36.015-410

Notícias

Manhuaçu: Servidores do SAMAL e SINTRAM discutem PCCV com administração municipal

O plano de carreira para o servidor público é o programa de cargos e salários da Administração Pública, que define as atribuições de cada função e como acontece a promoção ou progressão funcional desses profissionais, dentre outras coisas. A trajetória que os servidores podem seguir em suas carreiras, promoção e valorização vem sendo discutida com o Executivo. Para aprofundar nas propostas elencadas no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV), o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Sintram) tem debruçado sobre o projeto, juntamente com a assessoria jurídica e comissões de diversas categorias.
Na tarde desta terça-feira, 27, a comissão de servidores do Samal e diretoria do sindicato reuniram com os Secretários Municipais de Fazenda, Magno Marçal, Fernando Dourado (Administração), Procurador do município, Ronaldo Garcia, Procurador do Samal, Magno Barbosa, para chegarem a um denominador comum diante das propostas discutidas com os servidores em várias reuniões.
Inicialmente, o presidente do Sintram, Márcio Silva Correa abordou a situação quanto a nomenclatura de gari, que precisa ser definida se é auxiliar de gari de caminhão ou auxiliar de gari. Os servidores que atuam nessa função estão inseguros, devido as mudanças que vão ocorrer na Reforma Administrativa e a aprovação do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos.
Eles querem a preservação dos direitos, manutenção dos servidores assegurada enquanto a permanência no cargo, que seja mantida. Além disso, o vencimento tem sido debatido amplamente, para mostrar à administração municipal a necessidade de valorizar aqueles que, diariamente estão enfrentando as mais variadas dificuldades, para manter a cidade limpa. Reivindicam também a progressão de letras e vale refeição.
O motorista, Leandro Alves questionou sobre o salário do motorista, que atualmente recebe o valor de R$1.635,00. É irrisório diante da responsabilidade diária e, os profissionais que estão na linha precisam ser valorizados. O presidente do sindicato apresentou proposta de R$ 1.725,00 para o auxiliar de gari.
O Secretário de Fazenda, Magno Marçal disse que solicitará da Fundação João Pinheiro, o estudo de impacto para verificação de pagamento de R$1.725,00 para os cargos de auxiliar de gari e auxiliar de trabalhador braçal. Para o cargo de auxiliar de gari de caminhão o valor R$1.775,00, com a retirada desses cargos da equivalência ao cargo de Agente de Serviço Público.
Também ficou de solicitar a Fundação o estudo para o cargo de motorista, para o valor de R$ 1.920,00, que foi proposta pela comissão do SAMAL. O Procurador do município, Ronaldo Garcia salientou e reforçou mais uma vez que, o vale refeição só será definido após o estudo de impacto financeiro a ser realizado pela Fundação João Pinheiro. No decorrer da reunião, Magno Marçal destacou ainda a inserção da Divisão de coordenação de almoxarifado, na Subsecretaria de Limpeza Urbana.
O assessor jurídico do Sintram, Glauber Vidal explica que o debate não é tão simples e, a preservação dos direitos dos servidores é fundamental, bem como a manutenção dos servidores deve ser assegurada, enquanto a permanência do servidor no cargo.
Para o presidente do Sintram, Márcio Silva Correa, cada categoria está debatendo e lutando pelos seus direitos. “Nós estamos numa luta constante e, não descansaremos até que as reivindicações que são justas, sejam acatadas pela administração para compor o PCCV e, assim seja encaminhado para aprovação pela Câmara de Vereadores”, ressalta Márcio Silva Correa.
Fonte: Assessoria de Imprensa/Sintram

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.