Bem vindo ao site da FESMIG

E-mail:

atendimento@fesmig.com.br

Visite-nos:

Rua São Sebastião, 780, Centro, Juiz de Fora/MG CEP: 36.015-410

Notícias

Dirigente da CSPB vence batalha contra injustiça do governo Bolsonaro

Vítima de perseguição política no Ministério da Agricultura, Flauzino Antunes foi absolvido em Processo Administrativo Disciplinar (PAD) que pedia sua demissão do quadro de servidores efetivos da pasta ministerial. A CSPB, antes de o líder sindical se tornar dirigente da entidade, denunciou o abuso de autoridade e ameaçou entrar com uma ADI caso a injustiça fosse concretizada.

Nesta quarta-feira (16/08) a Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB celebrou uma importante decisão judicial que absolveu o Diretor Adjunto de Política Ambiental e Economia Sustentável da entidade, Flauzino Antunes, de Processo Administrativo Disciplinar (PAD) que visava sua demissão do quadro de servidores efetivos do Ministério da Agricultura.

A estarrecedora perseguição política ocorreu em 2022 em um claro ato de retaliação por seu posicionamento político/ideológico antagônico ao Bolsonarismo de seus superiores na pasta ministerial. A CSPB, antes mesmo de o líder sindical se tornar dirigente da entidade, denunciou o abuso de autoridade e ameaçou entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) caso a injustiça se concretizasse (saiba mais).

“Agradeço o posicionamento firme e corajoso da CSPB naquele período de trevas para os servidores e o serviço público brasileiro. Perseguições como as que eu sofri eram recorrentes e se acumulavam contra todos aqueles que tivessem um evidente posicionamento ideológico de resistência às barbáries do Bolsonarismo. Derrotamos Bolsonaro nas urnas e na Justiça. Impedimos a derrocada da democracia e seguiremos na luta por um país em que os servidores públicos estejam fortalecidos contra arbitrariedades do tipo. Agradeço também a muitos dos meus colegas de trabalho que se prontificaram a denunciar essa injustificável perseguição, assim como o movimento sindical em geral. Estou oficialmente absolvido!” comemora Flauzino.

“A CPAD do MAPA atestou a inexistência de provas que confirmassem qualquer irregularidade cometida por nosso estimado amigo e líder sindical. A acusação leviana de ‘inassiduidade’ contra ele revelou-se vazia de comprovação, em mais um ato que evidencia o assédio moral e judicial contra quadros com vocação sindical e com atributos técnicos e políticos para se contrapor às barbaridades que se acumulavam naquele período. Por essas qualidades Flauzino hoje integra nosso quadro de dirigentes. Estamos muito felizes que essa injustiça esteja definitivamente enterrada. Seguiremos fortes e unidos nesse resgate de pilares civilizatórios que estiveram tão abalados em período recente”, afirmou o presidente da CSPB, João Domingos Gomes dos Santos.

Foto: Flauzino Antunes Neto, Diretor Adjunto de Política Ambiental e Economia Sustentável da CSPB
Fonte: Secom/CSPB

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.