Bem vindo ao site da FESMIG

E-mail:

atendimento@fesmig.com.br

Visite-nos:

Rua São Sebastião, 780, Centro, Juiz de Fora/MG CEP: 36.015-410

Notícias

Juiz de Fora: SINSERPU-JF se une a outros sindicatos na luta pela manutenção do piso salarial da Enfermagem

O SINSERPU-JF (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juiz de Fora) “cerrou fileiras” junto a outros sindicatos de Minas Gerais na luta pela manutenção do piso salarial da enfermagem – que é lei, mas está suspenso, por 60 dias, após decisão monocrática do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso. A união foi sacramentada na manhã desta terça-feira (6 de setembro) durante reunião virtual promovida pela FESERP-MG (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos de Minas Gerais – entidade da qual o SINSERPU-JF é filiado). “Não podemos ficar parados. O Piso foi produto de muita luta, de muitas manifestações e idas a Brasília. É um direito do qual não abriremos mão, e combateremos todas as manobras para barrar esse direito”, afirmou o presidente do SINSERPU-JF, Francisco “Chiquinho” Carlos da Silva, que vai integrar o Núcleo Jurídico do movimento (composto basicamente por advogados dos sindicatos). Do outro Núcleo, o Político, participarão, pelo SINSERPU-JF, o vice-presidente Cosme Nogueira e a diretora de Saúde, Deise Medeiros, que garantiu que o SINSERPU-JF vai “participar de várias ações na região, para fortalecer o movimento da enfermagem no estado e no país”.

Além da formação desses núcleos, a reunião definiu outras medidas efetivas como o envio de e-mails para o STF (pedindo a derrubada da liminar assinada por Barroso), manifestações nas cidades (de preferência em data conjunta) e contato com os candidatos nas eleições de outubro (pedindo a eles compromisso com a causa, caso eleitos). Além disso, a FESERP-MG se comprometeu a endossar ações judiciais contra a liminar.

O assessor jurídico da FESERP-MG, Eldbrendo Pereira, explicou que, na decisão, o ministro Barroso pediu ao Ministério da Saúde e outras entidades do setor que informe, no prazo de 60 dias, o impacto financeiro previsto com a aplicação da Lei, e frisou que é importante ficar atento à decisão do Plenário, que deve analisar a questão a partir de sexta-feira (9 de setembro).

 

Fonte: SINSERPU-JF

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.