Bem vindo ao site da FESERP Minas

E-mail:

feserpjf@gmail.com

Visite-nos:

Rua São Sebastião, 780, Centro, Juiz de Fora/MG CEP: 36.015-410

Notícias

Servidores de Itabira aprovam denúncia ao Ministério Público sobre atraso nos pagamentos

Itabira Outubro 3jpg

(Itabira – MG) – Durante a assembleia extraordinária realizada na última quinta-feira  (15/10) na Câmara Municipal, os servidores municipais de Itabira aprovaram algumas medidas para coibir novos atrasos no pagamento dos salários como o que a atual administração impôs a toda classe neste mês. Ao mesmo tempo, as medidas também buscam a devida reparação aos servidores, que foram prejudicados por não poderem honrar seus compromissos em dia. A Assembleia contou com a participação do responsável pelo departamento jurídico da FESERP-MG, Eldbrendo Pereira Monteiro e a diretora da Regional da Grande BH Maria Helena Fonseca Soares, além da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Itabira (SINTSEPMI) e cerca de 80 servidores.

A primeira medida aprovada foi a apresentação de uma denúncia ao Ministério Público solicitando acompanhamento do atraso dos pagamentos e também uma possível investigação sobre a possibilidade de outras medidas serem adotadas para evitar que novos atrasos ocorram.

Também será solicitada junto à Câmara uma reunião extraordinária, às 18h (horário que os servidores podem comparecer) para entrega de um documento cobrando dos vereadores que exerçam seu papel obrigatório de fiscalizar o Executivo. Nas palavras do advogado da FESERP-MG: “Não só vamos pedir que fiscalizem como vamos cobrar essa fiscalização todos os dias porque a única palavra que podemos usar para descrever o atraso do pagamento das pessoas que fazem o município funcionar é incompetência administrativa”.

Além disso, os servidores apresentaram também a proposta, que foi aprovada por unanimidade, de pedir ao Tribunal de Contas a apresentação de dados contábeis da administração pública para verificar os investimentos realizados pela prefeitura nos durante a atual administração. Para os servidores, as obras e investimentos feitos em Itabira não justificam o gasto de R$ 1,3 bilhão, que foram arrecadados pelo município desde o início da atual gestão.

A última medida será a abertura de um processo de improbidade administrativa, juntamente com um pedido de reparação de danos coletivos envolvendo todos os servidores contra a prefeitura e contra o prefeito.

O SINTSEPMI agradece a participação de todos os servidores pela participação e pelas sugestões apresentadas, que determinaram o caminho da nossa luta. Agora, é hora de iniciar os trabalhos para evitar que novas injustiças sejam cometidas contra todos nós.

Texto – SINTSEPMI

Itabira Outubro 2jpg

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.