Bem vindo ao site da FESERP Minas

E-mail:

feserpjf@gmail.com

Visite-nos:

Rua São Sebastião, 780, Centro, Juiz de Fora/MG CEP: 36.015-410

Notícias

Retrospectiva/2014 – Janeiro: Justiça considera FESERP-MG “altamente benéfica para os sindicatos”

(Juiz de Fora, Teófilo Otoni, Paracatu, Buritizeiro, Pirapora, Várzea da Palma, Curvelo e Ribeirão das Neves)

O ano de 2014 começou com a Justiça do Trabalho considerando a existência da FESERP-MG (Federação dos Sindicatos dos Servidores Públicos de Minas Gerais) como uma entidade “altamente benéfica para os sindicatos do Estado”. A opinião é da juíza Ana Luiza Fischer Teixeira de Souza Mendonça. Segundo ela, uma “entidade sindical representativa de determinada categoria com abrangência geográfica menor e mais limitada, como é o caso da FESERP-MG, por certo constitui uma vantagem aos trabalhadores por ela representados, porquanto certamente é capaz de traduzir, com maior fidelidade e conhecimento, a realidade do trabalho e, pois, as pretensões da categoria naquela dada região”. A conclusão da magistrada consta na sentença favorável à FESERP-MG e contrária à outra federação, que moveu o processo e que, em tese, defende os “interesses interestaduais dos servidores públicos municipais e estaduais dos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Roraima, Sergipe e Tocantins”. Ana Luiza Mendonça acrescenta que não paira nenhuma dúvida sobre a FESERP-MG, desde o início, e “isso significa dizer que se tem por escorreita (perfeita, sem defeito) a fundação da entidade”.

Em Teófilo Otoni – então recém-filiado à FESERP-MG – o assessor jurídico da Federação Eldbrendo Monteiro se reuniu (no dia 23) com a nova diretoria para discutir assuntos burocráticos e legais do Sindicato.

Em Paracatu, a reunião (no dia 29) foi entre o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, e diretores de sindicatos de servidores públicos municipais de cidades da Região Noroeste de Minas (Paracatu, João Pinheiro e Unaí)

Buritizeiro e Pirapora começaram o ano com o mesmo pensamento: investir em um espaço para o servidor.

Em Várzea da Palma, a presidente do Sindicato Vanessa Lucia da Silva (foto) lançava duas campanhas em prol dos servidores da cidade: por um Plano de Cargos e Salários, ausente na estrutura administrativa municipal (caso raro no Estado), e pela definição de uma data-base, para reajustes salariais dos trabalhadores.

Em Curvelo, a luta do presidente do Sindicato Paulo Roberto de Oliveira, em janeiro, era contra a defasagem salarial dos servidores municipais, já que muitos funcionários da Prefeitura estavam com rendimentos básicos em torno de R$ 500 – ou seja, menos que um salário mínimo.

 

Ainda em janeiro (no dia 31) tomou posse a nova diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ribeirão da Neves (SINDINEVES), para um período de cinco anos. A nova presidente é Maria José de Paula, com os seguintes companheiros de diretoria: Ronaldo Márcio de Almeida (vice-presidente), Fernando Gonçalves Lima (secretário-geral), Maria Helena Fonseca Soares (ex-presidente e agora diretora financeira), Maria das Graças Costa, Juliana Patrícia Cruz e João Carlos Costa (Conselho Fiscal).

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.