Bem vindo ao site da FESERP Minas

E-mail:

feserpjf@gmail.com

Visite-nos:

Rua São Sebastião, 780, Centro, Juiz de Fora/MG CEP: 36.015-410

Notícias

FESERP-MG estuda providências contra práticas anti-sindicais em Santana do Jacaré

(Santana do Jacaré – MG) – A direção da FESERP-MG repudia veementemente os constrangimentos sofridos pela presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santana do Jacaré, Ana Lucia Soutto (foto), que está sendo vítima de práticas anti-sindicais, por parte da direção de uma escola municipal. “É uma situação inadmissível e que já julgávamos ultrapassada. A Federação não aceita tal prática em hipótese alguma, pois nenhum sindicalista, de qualquer setor, pode ser impedido de fazer seu trabalho”, disse o presidente da FESERP-MG, Cosme Nogueira, que se reunirá nesta segunda-feira (9 de dezembro) com o assessor jurídico da entidade, Eldbrendo Monteiro, para estudar as providências cabíveis no caso. “Nosso total e irrestrito apoio à presidente do Sindicato de Santana de Jacaré já é oficial, queremos esclarecer os fatos e vamos além, pois o constrangimento dela é o de todos nós, sindicalistas”.

De acordo com o relato de Ana Lucia Soutto ela tentou, por quatro vezes, fazer seu trabalho na Escola Municipal João Alves Duca, mesmo após o aviso da diretora Natalia Ferreira Bastos Garcia para que não fosse ao local, pois não seria bem recebida – e gravou, em áudio, o incidente. “Na quarta vez a secretária Luciléia Freire Barbosa não permitiu que eu entrasse na Escola, nem naquele horário e nem em horário nenhum. Mandou que eu me reunisse com os filiados na sede do Sindicato. Disse a ela que estava dentro da Lei, que se tratava de um espaço público, mas ela afirmou que ‘eu poderia ir com a lei pro inferno e que cumpria ordens vindas da Prefeitura”, contou. A presidente do Sindicato, então, foi à Prefeitura e pediu uma Audiência com o prefeito Elbert Cambraia do Nascimento. “Não fui atendida, nem mesmo quando solicitei o encontro para outro dia. Diante da falta de diálogo, não tive outra alternativa senão fazer um Boletim de Ocorrência. O episódio é muito lamentável e é muito triste constatar que a minha cidade não respeita as leis do meu país”, concluiu Ana Lúcia Soutto.

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.