Bem vindo ao site da FESERP Minas

E-mail:

feserpjf@gmail.com

Visite-nos:

Rua São Sebastião, 780, Centro, Juiz de Fora/MG CEP: 36.015-410

Notícias

Motoristas da Prefeitura de Leopoldina iniciam luta pelo piso da categoria.

(Leopoldina – MG)Pouco mais de R$ 700  – este é o salário de um motorista da Prefeitura de Leopoldina enquanto o piso da categoria Brasil afora pode chegar até R$ 1.680. O que está errado?

 Na verdade é um tema a ser profundamente estudado, pois existem muitas vertentes quando o assunto é o piso salarial de uma categoria. Exemplificando: os professores têm por ordem do Governo Federal um piso único que deveria estar implantado em todo o país, mas em muitas cidades de estados brasileiros isso não acontece e Leopoldina é uma delas.

             “Por falta de cobrança” talvez não seja, pois isso tem sido assunto sempre presente nas reivindicações, mas pode ser por falta de comprometimento dos governos que não reconhecem nestes profissionais o mérito para o piso único.

            Agora vem a questão dos motoristas. São eles peças importantíssimas para o bom funcionamento do serviço público, pois muito depende deles o acontecer das ações de um governo: vai ali, leva lá, volta prá cá, e assim é a rotina desses profissionais durante todo tempo do exercício de suas funções. Sem contar aqueles que “madrugam”  para levar pacientes para tratamento fora do domicílio, os que  buscam também na madrugada as crianças da Zona Rural para a escola na cidade, aqueles que em razão de um transporte de pessoa para atividade adversa acabam por não retornar no mesmo dia, e tem também os que passam os fins de semanas em viagem com algum membro do governo em curso de capacitação ou em congressos,etc.

            Resumindo, até aqui pode se ver a importância desses profissionais, então justifica e muito um ganho melhor, haja vista a carga de trabalho e de responsabilidade sobre os ombros dessa categoria.

            O SINSERPU foi provocado por um grupo de motoristas da PML que anda insatisfeito com o que ganha e está se organizando para buscar melhorias salariais para a categoria junto ao governo municipal. Este grupo está disposto a conversar, negociar e não havendo resultado práticos, ir até os tribunais para lutar por essas reivindicações.       Diante disso fizemos uma pesquisa para ver o que pode ser feito neste sentido para apoiá-los numa campanha que denominamos “AQUELE QUE COM SEGURANÇA TE LEVA E TE TRAZ, MERECE GANHAR MAIS!” Andei pesquisando sobre o tema e verifiquei que o piso salarial nacional ainda não é regulamentado, existem convenções e dissídios coletivos que fazem os salários desse profissional girar em torno de R$1.250,00 até R$ 1.680,00 em média, incluindo aí motoristas de ônibus, carretas, vans,etc. Procurando aprofundar-me mais um pouco sobre a matéria, aproveitei que o presidente do sindicato havia feito contato com o SINTROLEO – SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE LEOPOLDINA, tive acesso a CONVENÇÃO COLETIVA Da categoria que vale até abril de 2014 em todo o estado de minas gerais, PROCUREI LER E PUBLICO AQUI NÃO TODO TEOR, MAS OS PONTOS PRINCIPAIS DE INTERESSE DA CLASSE NESTE MOMENTO. CLÁUSULA PRIMEIRA – VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º de maio de 2013 a 30 de abril de 2014 e a data-base da categoria em 1º de maio.
CLÁUSULA SEGUNDA – ABRANGÊNCIA A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) ECONÔMICA E PROFISSIONAL DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS, com abrangência territorial em Além Paraíba/MG, Cataguases/MG e Leopoldina/MG. Salários, Reajustes e Pagamento Piso Salarial. CLÁUSULA TERCEIRA – PISO SALARIAL A partir de primeiro de maio de 2013, nenhum empregado receberá, mensalmente, importância inferior aos seguintes pisos:

FUNÇÃO

SALÁRIO R$

Motorista de Carreta (composição até 06 eixos)

1.388,02

Motorista de veículo não articulado com peso bruto acima de 9000 Kg

1.073,09

Motorista outros e Operador de Empilhadeira

944,78

Conferente

851,47

Ajudante

734,83

Jovem Aprendiz e Salário de ingresso (exceto para as funções acima)

678,00

             Pelo que se pode verificar, de fato existe uma diferença de piso CONSIDERÁVEL, mas por se tratar de serviço público a luta terá muitos aspectos legais a serem amplamente debatidos, e se não contar com a sensibilidade dos administradores, pode ser que tende a endurecer mais, inclusive a classe pode tomar outros tipos de providências.

            Isso foi que percebi participando da reunião, mas ao mesmo tempo todos foram unânimes em dizer que irão lutar incansavelmente até conseguirem o que almejam. Estão contando com a força do sindicato, para trazer o governo à mesa para dialogar e chegar a um acordo que seja bom para todos. Haverá nesta próxima quarta feira dia (09/10) mais uma reunião com o sindicato e o departamento jurídico, para novos desdobramentos estratégicos da luta por melhores salários dos motoristas da Prefeitura Municipal de Leopoldina.

Texto: Amaury da Silva Santos, Assessoria de Imprensa do Sindicato dos Servidores Públicos de Leopoldina/SINSERPU – Filiado à FESERP-MG. 

Conheça as vantagens de ser um afiliado. Junte-se a nós e aproveite.