Coragem, Determinação, Transparência

Artigos

04/02/2019

A reação tem que ser agora

O primeiro e o grande ataque que sofremos foi a Reforma Trabalhista, que retirou direitos históricos da classe trabalhadora. Depois o pensamento ultraliberal de direita venceu a eleição presidencial, defendendo uma pauta de total interesse dos grandes grupos e das grandes corporações patronais, beneficiando a elite dominante.
Esse Governo que ai está, preso em compromissos com os poderosos e alinhado com as grandes corporações internacionais que sempre exploraram o nosso povo, já começou a mostrar ao que veio: a votação da Reforma da Previdência deve ser apreciada em breve no Congresso, e o Supremo Tribunal Federal (STF) deve pautar a votação da estabilidade no setor público até o final do mês de fevereiro, segundo notícias veiculadas pela imprensa. O atual governo, antes mesmo de tomar posse, já gritava em alto e bom som que em nome da agilidade administrativa, e para maior geração de empregos, pretendia extinguir a Justiça do Trabalho e o próprio Ministério do Trabalho, que, na visão do atual Governo, perderia o status de Ministério. Você se lembra de uma das frases que Bolsonaro usava durante a campanha? “O trabalhador tem que escolher entre ter direito e não ter emprego, ou ter emprego e não ter direito” – eles querem acabar com todos os direitos da classe trabalhadora para privilegiar os ricos deste país, e aumentar a pobreza e as desigualdades sociais.
Diante deste quadro desfavorável, várias Federações se uniram para organizar um Encontro Nacional de Servidores Públicos, nos dias 13, 14 e 15 de Fevereiro de 2019, na cidade de Fundão, na grande Vitória, no Estado do Espírito Santo, para debater e aprovar as linhas de enfrentamento e resistir à ofensiva do governo em retirar os nossos direitos.
Estamos cientes das dificuldades que estamos passando, mas o quadro atual do país exige o nosso esforço e comprometimento com a luta. Tem um ditado, muito citado pelo meu avô: “O aperto do fogo faz o sapo pular”.

Tem que ser agora, pois a luta tem pressa!
Resistir sempre, se entregar jamais!

Cosme Nogueira, presidente da FESERP-MG

  • FESERP-MINAS
  • Rua Doná Mariana Evangelista, 37/102, Bairro Poço Rico, Juiz de Fora (MG) CEP 36010-430 - Avenida Bernardo Vasconcelos, 1252-A, Bairro Cachoeirinha, Belo Horizonte (MG) - CEP 31150-000
  • Telefones: (32) 3214-1316, (31) 3653-7484 e 3653-7499
  • Todos os direitos reservados à Federação Estadual Única, Democrática dos Sindicatos de Servidores, Funcionários Públicos das Câmaras de Vereadores, Fundações, Empresas Públicas, Autarquias e Prefeituras Municipais de Minas Gerais
  • Site desenvolvido pela Agência Infinit0